Futebol Brasileiro

EXCLUSIVO! Cria do São Paulo e xodó de Rogério Ceni, Araruna fala sobre período no Fortaleza

Em papo exclusivo, Araruna conta sobre período de empréstimo ao Fortaleza, relação com Rogério Ceni e possível volta ao São Paulo

Avatar del

Por Priscila Senhorães

Araruna foi para o Fortaleza a pedido de Rogério Ceni(Divulgação)

Araruna foi para o Fortaleza a pedido de Rogério Ceni | Divulgação

Cria do São Paulo, xodó de Rogério Ceni e na história do Fortaleza: esse é Araruna, volante revelado pelo clube paulista, promovido ao time profissional por Ceni em 2017 e levado pelo mesmo para o Fortaleza em 2019.

Apesar de não ter se firmado como titular no clube cearense, Araruna criou uma identificação com o Leão por ter feito parte da melhor fase da história, além do encanto com a paixão da torcida.

Em entrevista exclusiva, Araruna conta como foi a experiência de fazer parte do Tricolor de Aço durante o ano de 2019, onde Rogério Ceni e seus comandados foram campeões do Campeonato Cearense, Copa do Nordeste, além da melhor pontuação da história do Fortaleza nos pontos corridos e da classificação para a Sul-Americana de 2020.

Araruna esteve presente na conquista da Copa do Nordeste (Foto: Instagram Araruna)

"Foi uma experiência muito boa pra mim, tanto de cidade, clube, companheiros. Conquistamos muitas coisas nesse ano. É uma satisfação muito grande (fazer parte desse momento), a gente conseguiu conquistar coisas que o Fortaleza nunca tinha conseguido. Fico muito feliz e honrado de ter feito parte dessa história, e sei que esse legado vai ficar".

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Apesar dos enormes feitos dentro de campo pelo Fortaleza, o encanto do volante foi mesmo fora das quatro linhas, tendo acompanhado festas na arquibancada nunca antes presenciadas pelo atleta.

"Isso foi uma coisa que eu me surpreendi muito, não esperava tamanho fanatismo, o contato que ela tem com o clube, de respeito. Eu chegava, na final da Copa do Nordeste, na hora que a gente tava cantando o hino olhando pra torcida, a ficar arrepiado. Não que não arrepie em outros lugares, mas eles fazem uma festa que não acontece em nenhum outro lugar no Brasil", contou Araruna, que continuou: "Foi extraordinário jogar para essa torcida, é difícil encontrar isso tanto no Brasil quanto no mundo, é uma coisa única que eles possuem lá. Acho que eles são muito fanáticos e eles sabem fazer a festa, acho que não é qualquer pessoa, tem que ter um estudo, alguém que saiba organizar. Não é uma zona, é realmente muito bonito e contagiante, contagia de uma maneira inexplicável".

O empréstimo de Araruna para o Fortaleza se encerra no fim deste ano. Na entrevista, o jogador revelou ainda não saber qual será o seu destino. No entanto, abriu o jogo tanto sobre permanecer no Fortaleza para disputar uma Sul-Americana, ou voltar ao São Paulo.

"Esses campeonatos inéditos têm um gostinho especial. Caso a gente se acerte, eu e Fortaleza, vai ser uma experiência incrível", contou Araruna, que vê o Fortaleza pronto para conquistar o título sul-americano: "Mostramos no Brasileirão e durante o ano que nosso time é capaz e qualificado pra enfrentar qualquer equipe do Brasil. Você vê o Flamengo, que foi campeão da Libertadores e foi pro mundial, e nós jogamos de igual pra igual com eles. Então a gente tem totais condições de buscar um título internacional".

Por outro lado, o atual camisa 22 do Fortaleza falou sobre um possível retorno ao clube paulista.

Com empréstimo encerrado, Araruna pode voltar ao São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

"Minha relação com o São Paulo é super saudável, conheço e gosto de todas as pessoas que trabalham lá. Ainda tenho contato com os jogadores, são meus amigos. Tenho vontade de jogar no São Paulo, mas não é uma coisa que me prende. Acho que a nossa profissão não se limita a jogar num time só, apesar do carinho que vou ter e sempre tive pelo São Paulo. São oportunidades que vem e não podemos deixar passar. Estou aberto a outras oportunidades, mas caso o São Paulo queira que eu volte, também será muito bom pra mim", contou.

Por fim, Araruna opinou sobre o trabalho do seu treinador durante o período de Fortaleza. Rogério Ceni fez história e já é considerado o maior treinador da história do clube. 

"Ele é um cara muito inteligente. Por ele ter vivido o futebol de perto, ele sabe lidar com grupo, ele tem consciência do que os jogadores pensam e como lidar com eles. Além de ser um cara super preparado, fez cursos e continua fazendo, sempre está aprendendo. Ele sabe estudar muito o adversário, inova na tática, então acho que esses são os diferenciais dele. É um cara extremamente vencedor, não aceita outra coisa sem ser a vitória", revelou.

Araruna aguarda a decisão do seu futuro. Até o momento, com 23 anos, disputou 46 jogos pelo profissional do São Paulo e 67 pelo Fortaleza. Na base de Cotia, conquistou sete títulos. Já no Fortaleza, no período de um ano, esteve presente nos títulos da Copa do Nordeste e do Campeonato Cearense.

 
Comentários