Futebol Brasileiro

EXCLUSIVO: 'O São Paulo arrecada como time médio e gasta como time grande', diz Roberto Natel

Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo, o candidato à presidência do São Paulo contou detalhes do seu plano de gestão 

Avatar del

Por Priscila Senhorães

Roberto Natel é o candidato da oposição para a presidência do São Paulo(ASCOM Roberto Natel)

Roberto Natel é o candidato da oposição para a presidência do São Paulo | ASCOM Roberto Natel

Roberto Natel já tem em mente detalhes do que pretende fazer para levar o São Paulo a ser uma equipe diferenciada do futebol brasileiro, e detalhes desse plano foram revelados pelo próprio candidato da oposição à presidência do São Paulo Futebol Clube.

Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo, Roberto Natel destacou pontos que considera cruciais para levar o São Paulo rumo aos títulos novamente. Esses detalhes vão desde a relação com o torcedor, se tratando de Sócio Torcedor e compra de ingressos, até as maiores e mais caras contratações que podem ser feitas.

Confira trechos da entrevista realizada com Roberto Natel:

Plano financeiro para o São Paulo

"Primeiro você tem que gastar menos do que arrecada. O São Paulo hoje é um clube que arrecada como um time médio e gasta como time grande. A primeira coisa que você tem que fazer a partir do momento que você assumir a gestão, é olhar as finanças e sentar com profissionais que vai colocar no financeiro e com a equipe de comitê de crise para analisar as despesas que tem atualmente e, com as dívidas, fazer o plano a curto, médio e longo prazo. O torcedor tem que ter certeza que não vamos contratar por contratar, vamos ter coerência. Vamos ter um profissional de futebol que vai analisar os jogadores que o São Paulo vai contratar com responsabilidade e coerência para não estourar o caixa".

Banco Inter (O patrocinador do São Paulo tem contrato com o clube apenas até o fim de 2020)

"Precisamos ver, isso ainda vai ser negociado. Acredito que o Leco vai me chamar e o Júlio (Casares) para sentar e decidir se vamos renovar. Porque você não pode perder um patrocínio assim. Não estou aqui com inimigos e sim adversários. Nesse momento que sentar eu, Júlio e Leco, vai ser muito bom pro São Paulo Futebol Clube".

Site de ingressos Total Acesso

"A Total Acesso está há anos no São Paulo. Se estamos tendo problemas, a atual gestão deveria sim chamá-los, ver quais são as dificuldades e tentar resolver. Se eles não resolveram até agora, a partir do momento que eu assumir, vou sentar com eles, ver quais são os problemas e depois conversar com as empresas no mercado e fazer uma cotação. Se for necessário, a gente muda".

Ídolos na diretoria do São Paulo

"Minha campanha está sendo focada no Roberto Natel, não vou usar ninguém para o torcedor me escolher como presidente. Roberto Natel vai sim colocar profissionais e pessoas que gostem do São Paulo para a gente mudar o São Paulo e poder voltar a ganhar títulos, clássicos e ser diferente de novo. As pessoas têm que acreditar no Natel e não nos ídolos, eles já passaram, são nossos ídolos, fizeram sua história no clube, e o Roberto Natel não vai manchar essa história. Isso não quer dizer que o Natel não vai procurar um ou outro, isso pode acontecer, mas só depois de ser eleito".

Reforma do Estádio do Morumbi:

"Eu acho que na época que tivemos a possibilidade de cobrir o Morumbi, que seria coberto sem recurso do São Paulo, seria parceria, era o momento. Nesse momento, com uma dívida de quase 500 milhões de reais que o São Paulo tem, você não tem como prometer isso pro torcedor. O que vamos fazer é trazer âncoras para que o dia a dia do Morumbi tenha movimento e fazer algumas modernizações. Se você anda pelo estádio, vê que tem uma manutenção impecável. Você olha o concreto que está impecável, não vê fios pelo estádio, nada disso. Vamos sim dar uma modernizada com responsabilidade, mas no primeiro momento temos que acabar com essas dívidas".

Futebol feminino e basquete

"Esses dois projetos existem. O futebol feminino é uma obrigação do São Paulo, todos os times têm que ter. Eu vou analisar quais são as dificuldades que a diretoria do futebol feminino tem e aí tentar profissionalizar mais e dar mais condições. Já no basquete temos um contrato, vamos honrar esse contrato, mas eu, Roberto, vou sentar com o diretor de basquete para viabilizar um patrocínio. O São Paulo tem que ter responsabilidade. O São Paulo fez o time de basquete e quase não trouxe patrocínio. Isso está errado. Com uma dívida dessa, não poderia ter feito isso. Mas já foi feito, estão vamos continuar, mas viabilizar trazendo recursos para que esse basquete continue no clube".

O candidato ainda comentou sobre o que pretende fazer de diferente da gestão de Leco caso consiga o cargo desejado, esclareceu o fato de ser da oposição ainda que seja vice-presidente, e comentou sobre contratações pontuais que o clube pode vir a fazer.

Confira a entrevista com Roberto Natel na íntegra no vídeo abaixo:

 
Roberto Natel atende a reportagem do Esporte Interativo com exclusividade

Roberto Natel disputará o cargo de presidente do São Paulo com Júlio Casares, no mês de dezembro, que marca o fim da Era Leco no São Paulo. O atual presidente deixará o clube sem nenhum título oficial conquistado durante seu mandato, já que as competições só serão finalizadas na temporada de 2021 devido à pandemia do novo coronavírus.

Comentários