Futebol Brasileiro

EXCLUSIVO: Reinaldo abre o jogo sobre 2020 no São Paulo: 'Vontade nunca vai faltar'

Lateral-esquerdo do São Paulo, Reinaldo recebeu a reportagem do Esporte Interativo no CT da Barra Funda

Avatar del

Por Alexandre Praetzel e Priscila Senhorães

Reinaldo é um dos líderes da equipe do São Paulo nos últimos anos(Marcello Zambrana/AGIF)

Reinaldo é um dos líderes da equipe do São Paulo nos últimos anos | Marcello Zambrana/AGIF

Entre altos e baixos. É assim que o São Paulo vive diariamente diante de uma pressão pela seca de títulos de expressão. No entanto, em entrevista exclusiva, Reinaldo demonstrou confiança sobre o futuro do São Paulo com Fernando Diniz, começando já com o foco na taça do Campeonato Paulista.

'Estamos no Campeonato Paulista para sermos campeões, para vencer. Sabemos que é um campeonato que, se a gente ganha, não é mais do que a obrigação, se a gente perde, já não presta mais. Sabemos da pressão, é o estadual mais forte do Brasil. Temos que estar bem concentrados e buscar esse título. Se a gente conseguir, tenho certeza que vamos brigar por títulos nas outras competições também', avaliou o lateral-esquerdo.

A confiança não é tão grande por parte da torcida, que se divide quando o assunto é Fernando Diniz. Em contrapartida, o elenco do São Paulo defende o trabalho a longo prazo do treinador, querido pelos jogadores.

'É um cara diferente, um cara fenomenal, ele não ajuda um ou outro, ajuda todos. Principalmente quem não está jogando. Ele vem sempre falando e pedindo a melhora porque uma hora vai precisar da pessoa. Eu lembro que a primeira coisa que ele falou quando chegou aqui é que o importante é a conversa, falar o que você está sentindo. Ele chegou e falou que ia limpar o DM, e ele conseguiu. É um cara que cuida dos jogadores, aceita opinião, não só dos mais experientes, mas também vejo ele ouvindo muito os jogadores que subiram da base. Pra mim ele é um cara especial, que eu vou levar pra vida', disse Reinaldo, que comentou sobre a tática que Diniz pede aos jogadores para uma boa partida.

Reinaldo defende o trabalho de Fernando Diniz no São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

'Nossa equipe gosta muito da bola, tem que estar com ela no pé toda hora para criar situações de gol. Mas também tem que ter a responsabilidade de não ser surpreendido lá atrás. Nossa equipe está trabalhando bem isso, atacar e também ir olhando pra trás e ver se tem algum adversário sem marcação. Todo mundo tem que estar preparado para uma perda de bola. Esse atacar marcando é o que o Diniz pede sempre', revelou.

Muito da instabilidade do São Paulo é devido aos árbitros que apitaram os últimos jogos. O São Paulo foi prejudicado, principalmente, no jogo contra o Novorizontino, onde Pato marcou dois gols que foram anulados, mas estavam em posição legal. Ainda assim, nos outros dois jogos recentes, contra Santo André e Corinthians, existiram reclamações por parte do Tricolor. Reinaldo comentou sobre a maneira como o elenco são-paulino lida com a polêmica arbitragem após os jogos.

'A gente procura não focar muito no árbitro durante as partidas, mas nos dois últimos jogos foi impossível não falar deles. A gente deixa esse assunto para a diretoria. Mas depois do jogo, vendo os lances, a gente vê que foi muito prejudicado. Eles procuram estar fazendo o trabalho deles, mas tem erro que não dá pra errar, sabe? Nós jogadores erramos dentro de campo também, mas tem coisa que não dá. Mas vamos continuar trabalhando e espero que não aconteça mais. Nem erro a favor e nem contra, para o espetáculo ser melhor', desabafou.

Uma das polêmicas de arbitragem foi contra o Corinthians, no Morumbi, onde o São Paulo defende um pênalti não marcado em cima de Igor Gomes já nos minutos finais. Sem a validação da penalidade máxima, os rivais empataram,  assim como no clássico contra o Palmeiras. Reinaldo avalia a pressão que o São Paulo vive em clássicos. Nos últimos anos, o retrospecto é negativo para o Tricolor.

Reinaldo virou símbolo do São Paulo em jogos contra o Corinthians. (Foto: Daniel Vorley/AGIF)

'A pressão é de ganhar o clássico, de fazer um excelente jogo. Lembro que um jogo que fomos muito mal foi contra o Palmeiras (3x0 no Allianz, em 2019), mas foi só um primeiro tempo ruim que acabou que eles mataram o jogo. Contra o Santos, na Vila, nossa equipe foi dominante. Contra o Palmeiras em Araraquara também impomos o jogo. Tenho certeza que se em todos os jogos continuarmos fazendo isso nossa equipe vai evoluir e vamos dominar não só os clássicos, mas também dominar as outras equipes, criar muitas situações de gol e concluir com gol, porque só está faltando isso'.

Por fim, Reinaldo comentou sobre seu próprio rendimento. A relação entre o jogador e a torcida Tricolor é de lua. Em alguns dias, o atleta é o 'Kingnaldo', em outros, o elenco completo é vaiado. No entanto, Reinaldo admite seus erros e revela sua vontade de vencer dentro de campo pelo clube.

Tenho que trabalhar ainda mais para nossos torcedores verem um Reinaldo sempre em condição. Para o nosso torcedor vou estar sempre dando o meu melhor. Posso errar, posso acertar, mas a vontade de fazer o meu melhor dentro de campo nunca vai faltar.

O próximo jogo do São Paulo acontece neste sábado (22), contra o Oeste, às 16h30 (de Brasília), em Barueri. Até agora, o Tricolor soma duas vitórias, três empates e uma derrota no Campeonato Paulista de 2020. 

Comentários