Futebol Brasileiro

Em reunião tensa, Sampaoli revelou ao Santos ter proposta de outro clube

No encontro com a diretoria santista, Sampaoli revelou ter proposta e quis anular as multas de seus auxiliares; O clube negou e vai cobrar um valor pouco superior aos R$ 3 milhões 

Avatar del

Por Rodrigo Fragoso

Sampaoli foi agrevisso na reunião com Peres(Fernanda Luz/AGIF)

Sampaoli foi agrevisso na reunião com Peres | Fernanda Luz/AGIF

O último encontro de Sampaoli com a diretoria santista não envolveu negociar sua permanência em nenhum momento. De acordo com a apuração da reportagem, ele chegou ao encontro já revelando ter uma proposta em mãos e cobrando a retirada da multa rescisória de seus auxiliares. O valor é um pouco superior a 3 milhões de reais, equivalente a metade do que os membros da comissão técnica receberiam até o fim de 2020, de acordo com a lei.

Assista ao Brasileirão no EI Plus!

A reunião foi tensa e marcada por um tom agressivo de Jorge Sampaoli. O treinador subiu o tom de voz em diversos momentos, além de levantar da cadeira e colocar o dedo na cara do presidente do Santos. De acordo com a reportagem, ele chegou a ameaçar que a retenção de seus auxiliares no clube por meio da multa faria com que a reunião não acabasse bem para o Santos, dizendo que os membros da comissão técnica seriam orientados a atrapalhar o planejamento de 2020. O treinador falou mais de uma vez que eles eram seus funcionários, e não funcionários do clube.

Já sobre a rescisão com o próprio treinador, a reportagem apurou que a multa se mantinha válida até o dia 10 de dezembro, por isso o clube anunciou o pedido de demissão no dia 9, ainda que a nota oficial tenha sido publicada no dia 10. Por isso, existe a expectativa de que o Santos busque receber os R$ 10 milhões referentes ao valor original da multa de Sampaoli.

Comentários