Futebol Brasileiro

Felipe Melo revela 'rodízio' para marcar Messi na Seleção e diz: 'É o melhor da história'

Hoje zagueiro no Palmeiras, Felipe Melo afirmou que Messi é um jogador que 'não tem como marcar'

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Felipe Melo foi titular do Brasil na Copa de 2010(Getty Images)

Felipe Melo foi titular do Brasil na Copa de 2010 | Getty Images

Felipe Melo não esconde de ninguém sua admiração por Lionel Messi. Em entrevista ao 'Clarín', o zagueiro do Palmeiras relembrou seu tempo de seleção brasileira e afirmou que combinava com seus companheiros uma forma 'especial' de marcar o craque argentino: um rodízio de faltas.

"Ele é um jogador único. Quando nós na seleção brasileira jogávamos contra ele, dizíamos "temos que dar pontapé nele um de cada vez, temos que fazer rodízio". Senão é difícil, um jogador assim não tem como marcar. E digo dar pontapé para parar ele, uma falta tática. Cortar o ritmo, incomodar ele".

A admiração por Messi é tanta que o o jogador brasileiro classifica o argentino não só como o melhor jogador da atualidade, mas também de toda a história do futebol mundial.

"É o melhor da história. Não posso falar do Pelé porque não vi jogar. Maradona tenho memória só da Copa de 1990, quando eles ganharam do Brasil com gol do Cannigia. No Brasil dizem que o Zico é melhor que qualquer um, mas a primeira vez que vi ele jogar foi na despedida dele, no Maracanã. Então não posso falar que Pelé, Maradona ou Zico são fenômenos para mim. Eu vi Messi jogar e ele é incrível. Mais que o Cristiano Ronaldo porque o Cristiano pode fazer cinco gols, mas Messi faz esses cinco gols e também dá assistência, então é mais completo".

Getty Images
Felipe Melo enfrenta Messi em jogo das Eliminatórias para a Copa de 2010

Hoje zagueiro, Felipe Melo foi volante durante quase toda sua carreira e soma passagens grandes clubes europeus como Juventus e Inter de Milão. Pela Seleção, fez parte do ciclo da Copa de 2010 e foi titular no Mundial da África do Sul.

Comentários