Futebol Brasileiro

Funcionários do Botafogo 'pedem socorro' sobre salários e presidente se manifesta

Funcionários que trabalham no Estádio Nilton Santos, reclamam quase quatro meses de salários atrasados; o presidente Nelson Mufarrej se manifestou

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Presidente do Botafogo se manifesta sobre salários atrasados dos funcionários(Jotta de Mattos/AGIF)

Presidente do Botafogo se manifesta sobre salários atrasados dos funcionários | Jotta de Mattos/AGIF

A situação financeira dos clubes brasileiros não está muito boa. Prova disso é o protesto de funcionários do Botafogo, que emitiram uma nota reclamando quatro meses de salários atrasados e nenhuma posição da diretoria alvinegra.

Em carta aberta, os funcionários do Botafogo se organizaram em um "pedido de socorro". Confira.

"Nós, os funcionários do Botafogo de Futebol e Regatas, viemos por meio desta nota pedir socorro quanto à nossa situação. São chefes de família, mães que sustentam as sua casas. O descaso conosco está inadmissível, nenhuma satisfação e nenhuma garantia da presidência quanto aos nossos pagamentos.

São quatro meses nessa angústia e nem uma palavra da presidência para os funcionários. Temos contas a pagar, temos aluguéis para pagar e, acima de tudo, temos dignidade e honra para termos as nossas contas em dia, o que nesse momento está nós faltando. Nós, os funcionários do Botafogo de Futebol e Regatas, estamos pedindo SOCORRO."

Em nota oficial, o presidente do Glorioso, Nelson Mufarrej se pronunciou sobre a situação e informou que a diretoria pretende quitar mais um mês de salários dentro dos próximos dias.

"É prioridade no clube a busca por soluções na questão salarial. Não vou me justificar com penhoras, dívidas e dificuldades do mercado publicitário, pois sobre essa realidade todos já estão cientes e conscientes. O torcedor e nossos funcionários acompanham o nosso dia a dia. Prefiro falar com sinceridade que, como presidente, vou seguir me empenhando ao máximo para resolver esse problema de caixa que nos asfixia. Hoje acertamos mais um mês de salários dos atletas, além de algumas imagens atrasadas, e amanhã será depositado em juízo uma quantia oriunda de direitos de transmissão, que será utilizada integralmente para abater mais um mês com funcionários, o de abril,  com o apoio do Sindeclubes. Essa operação vai levar mais uns dias para ser concluída devido aos trâmites envolvendo tribunal e sindicato. Nas próximas semanas, esperamos aliviar outro mês com os nossos funcionários, enquanto buscamos em paralelo, através do nosso comercial e marketing, negócios para fazer a roda girar.

Registro também o empenho de nossos funcionários, mesmo com todas as dificuldades, pela dedicação sem igual ao Botafogo. A nossa torcida também tem sido extremamente importante nesse momento. Vamos virar esse jogo"

 
Autuori sobre momento 
Comentários