Futebol Brasileiro

Gerente de futebol do São Paulo crê em volta de Rogério Ceni ao clube

Ídolo eterno do Tricolor, Ceni acabou demitido em 2017 após apenas 37 jogos e seis meses no comando

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Rogério Ceni está atualmente no Fortaleza, onde virou ídolo(Heber Gomes/AGIF)

Rogério Ceni está atualmente no Fortaleza, onde virou ídolo | Heber Gomes/AGIF

A passagem de Rogério Ceni como treinador do São Paulo foi daquelas que podem ser chamadas de meteóricas. Em 2017, após 37 jogos, 14 vitórias, 13 empates, dez derrotas e apenas seis meses no comando, o ídolo eterno acabou sendo demitido pelo presidente Leco.

À época, muito falou-se sobre uma precipitação de ambos os lados em relação à sua contratação, sobre se teria sido ela prematura. Para o gerente de futebol são-paulino, Alexandre Pássaro, porém, ela não foi.

"Rogério é uma referência para todos nós. Torço muito por ele, torço pelo Fortaleza, vejo os jogos deles, porque é muito legal ver. Não acho que foi prematuro. Só seria se houvesse um descasamento das coisas. Caso o rogério dissesse que não estava pronto ou caso o São Paulo achasse que ele não estava pronto", comentou, em entrevista à 'ESPN Brasil'. 

"Aconteceu aquilo, resultados não foram ideais. A demissão é muito mais falada por ser o Rogério, mas, infelizmente, a troca de técnicos por resultados existe no Brasil", completou Pássaro.

O dirigente ainda aproveitou para deixar claro que visualiza no futuro um retorno de Rogério ao Morumbi.

"É claro que a história do Rogério e do São Paulo andam em paralelo, então ele vai voltar, sim, em algum momento", garantiu.

 
Pato canta música sobre marcar gol feita pela torcida do São Paulo em provocação ao Corinthians
Comentários