Futebol Brasileiro

Gregore responde ao interesse de Luxa e Palmeiras: ‘Fiquei muito feliz. Se tiver que ser vai ser’

Volante comentou ainda sobre sondagem do Flamengo e sabe que a crise atual pode acelerar sua saída do Bahia. ‘Com essa situação, se vier uma proposta boa para mim e para o clube, vamos sair com as portas abertas’

Avatar del

Por Aline Nastari

Bahia x Botafogo-RJ - Brasileiro A 2019(Felipe Oliveira)

Bahia x Botafogo-RJ - Brasileiro A 2019 | Felipe Oliveira

A pandemia do novo coronavírus paralisou não só o futebol como também o mercado de transferência. Um exemplo é o caso de Gregore, um dos principais jogadores do Bahia, destaque nas últimas temporadas pelo grande número de desarmes, vinha sendo motivo de conversa entre a diretoria do Palmeiras e Guilherme Bellintani. Anderson Barros, diretor de futebol alviverde, tem interesse em retomar as negociações assim que houver definição do reinício da temporada. Nessa quarta-feira (29), Gregore foi o convidado do “Fora de Jogo”, programa diário nas redes sociais do Esporte Interativo, e falou sobre o pedido do técnico Luxemburgo por ele.

“Eu vi que o Luxemburgo citou meu nome lá. Fiquei muito feliz porque é um treinador vitorioso e a gente fica feliz, vou deixar para os caras resolverem isso aí e enquanto isso vou trabalhando e me mantendo em forma. Se tiver que ser vai ser, se tiver que ficar vamos continuar felizes e trabalhando da mesma fora. Ainda não chegou nada concreto pra mim, apenas especulação”.

O Palmeiras não é o único brasileiro a demonstrar interesse por Gregore em 2020. No início do ano, o Flamengo fez uma consulta pelo jogador, mas acabou desistindo da negociação por conta das condições impostas pelo Bahia.

“Essas notícias eu acompanho como todo mundo vê, não chega nada para mim, contrato, que o Flamengo está me querendo. Fico feliz com essa sondagem porque meu nome está envolvido, o clube tinha acabado de ser campeão, a gente vê como uma grande oportunidade de trabalho. Mas acabou não acontecendo, minha cabeça já ficou focada em trabalhar e continuar jogando. Mas vamos ver o que vai se resolver”.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O volante líder de desarmes no Brasileirão de 2018 e vice-líder em 2019 quase deixou o tricolor baiano no início da temporada para um clube estrangeiro. A diretoria fez esforço para mantê-lo, o que pode não ser possível na continuidade da temporada, principalmente em decorrência da crise no futebol causada pela pandemia do novo coronavírus. Antes da paralisação, o Esquadrão de Aço esperava arrecadar R$30 milhões com a venda de jogadores em 2020.

“No começo teve uma proposta dos EUA, Seattle. Quase aconteceu. Por um ou dois dias não foi. Vi muito esforço dos comandantes que estão hoje no Bahia, presidente, diretor e do Roger para eu ficar. Quando vi isso falei: se a proposta for boa para eu ficar, vou ficar porque estou feliz aqui e foi o que aconteceu. Agora com essa situação, se vier uma proposta boa para mim profissionalmente e boa para o clube, vamos sair com as portas abertas”.

Gregore tem 124 jogos pelo Bahia e contrato até 2021. O clube detém 90% dos direitos do jogador.

 
EXCLUSIVO! Rodriguinho revela que gostaria de ter voltado ao Corinthians
Comentários