Futebol Brasileiro

Grupo de oposição pede impeachment de Andrés Sanchez na Justiça

'Frente Liberdade Corinthiana' entrou com ação condenatória contra o mandatário

Avatar del

Por Raul Moura

Grupo opositor pede impeachment de Andrés na Justiça(Marcello Zambrana/AGIF)

Grupo opositor pede impeachment de Andrés na Justiça | Marcello Zambrana/AGIF

Na manhã desta segunda-feira (29), o grupo Frente Liberdade Corinthiana, que faz oposição ao mandato de Andrés Sanchez no Corinthians, deu entrada em uma ação na Justiça, através do Foro Regional do Tatuapé, que pede o impeachment do mandatário.

O grupo alega que Andrés vai contra o estatuto do clube em algumas decisões: "Os motivos que levaram a tal decisão têm como princípio uma série de desmandos que vão completamente contra o estatuto do Clube. Além disso, de acordo com o advogado Cristiano Medina, que representa a Frente Liberdade Corinthiana, o atual presidente do Corinthians tem adotado atos de gestão temerária."

 

Líder da Renovação & Transparência, grupo que comanda o Corinthians desde 2008, Andrés vem sofrendo diversas críticas, tanto da torcida quanto de opositores, por causa da gestão iniciada em 2018. 

Ainda de acordo com o documento divulgado pelo grupo opositor, o advogado Cristiano Medina diz que Andrés deve ser destituído: "Estamos pedindo o afastamento imediato do dirigente porque entendemos que ele não observou as regras legais e estatutárias. O estatuto do Corinthians em seu artigo 106 é claro: ‘o presidente deverá ser destituído quando não observar os mandamentos de seu estatuto."

Os pontos principais destacados pela Frente Liberdade Corinthiana são: descumprimento do estatuto, atraso no pagamento de salários, risco de perda do Parque São Jorge, inadimplência junto à Caixa Federal e "notícias vexatórias."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

 
Edilson diz que Corinthians é seu time de infância
Comentários