Futebol Brasileiro

Gustavo Henrique e Bruno Henrique, do Flamengo, criticam presidente do Santos

Zagueiro detonou José Carlos Peres, presidente do Santos, e ganhou apoio de Bruno Henrique

Gustavo Henrique fez duras críticas ao presidente do Santos(AGIF)

Gustavo Henrique fez duras críticas ao presidente do Santos | AGIF

A noite de sexta-feira (10) foi movimentada nas redes sociais de Gustavo Henrique, zagueiro do Flamengo. O jogador não poupou críticas a José Carlos Peres, presidente do Santos que o chamou de "sem caráter" em uma recente entrevista.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O zagueiro publicou em seu Instagram uma nota, onde diz que respeita muito o Santos e seus torcedores, mas não o presidente: "Dei prioridade ao Santos desde o meio do ano passado, quando poderia ter assinado um pré-contrato com outro clube, e não o fiz, estive a todo momento à disposição para conversar e negociar, fui capitão do time com muito honra e orgulho, mas os ciclos se encerram. E isso não é sinônimo de desrespeito ao clube."

Logo depois, Bruno Henrique, que teve o mesmo trajeto de sair do Santos para atuar pelo Flamengo, defendeu o companheiro e criticou duramente o ex-presidente: "Ele fez a mesma coisa comigo irmão, falou notícias falsas que eu não falei e não fiz para me colocar como o errado da história, colocando a torcida do Santos contra mim também para ele depois sair como certo da história e eu como o errado. Deus tarda, mas não falha. Fica tranquilo, quem te conhece sabe a pessoa que você é. Tamo junto, seremos felizes."

VEJA A NOTA DE GUSTAVO HENRIQUE:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fiquei espantado com uma notícia veiculada hoje na imprensa. O presidente do Santos, clube pelo qual tenho um carinho grande, fui criado, sempre respeitei e fui muito feliz, deu declarações denegrindo minha imagem.( me chamando de “mau caráter “ ) Meu contrato com o Santos foi cumprido rigorosamente. Todas as minhas obrigações e deveres foram feitos. Me espanta o presidente voltar à tona agora um assunto que já foi encerrado há quatro meses e de maneira diferente do que ele disse. Dei prioridade ao Santos desde o meio do ano passado, quando poderia ter assinado um pré-contrato com outro clube, e não o fiz, estive a todo momento à disposição para conversar e negociar, fui capitão do time com muito honra e orgulho, mas os ciclos se encerram. E isso não é sinônimo de desrespeito ao clube. É só perceber que dirigentes de outros times, técnicos que passaram pelo clube e todo mundo que tem relação com este senhor, sempre reclamam de sua postura. Estou muito feliz no Flamengo e acredito que neste momento, uma entrevista como essa soa como oportunismo, até porque o período eleitoral do Santos Futebol Clube está se aproximando. Quem me conhece sabe do meu caráter e não é uma pessoa como ele que vai dizer quem eu sou. Novamente agradeço ao clube e tenho um carinho muito grande pela torcida que entendeu meus motivos e decidi ir para um lugar que seria melhor para mim e para minha família naquele momento. Agora estou trabalhando em outro local, com a mesma determinação que sempre tive em minha carreira e por respeito total ao Santos não quero nenhum tipo de relação com este senhor que ocupa o cargo de presidente e não teve suas contas aprovadas e já teve que passar até por processo de impeachment. Sem mais.

A post shared by Gustavo Henrique⚽️ (@ghenrique093) on

 
Felipe, do Botafogo-PB, fala sobre necessidade de ajuda da CBF aos clubes
Comentários