Futebol Brasileiro

Ídolo do Inter, D’Alessandro lembra volta ao time na Série B: ‘Não poderia dar as costas’

Com quase 11 temporadas no Internacional, D’Alessandro estava no River no ano em que o Colorado foi rebaixado, mas voltou para ajudar a reerguer o clube

Avatar del

Por Carlos Eduardo Alves

D'Alessandro chegou ao Inter em 2008(Ricardo Rímoli/AGIF)

D'Alessandro chegou ao Inter em 2008 | Ricardo Rímoli/AGIF

Um dos assuntos que mais dividem torcedores de uma mesma equipe de futebol é sobre quais jogadores podem – ou não – ser considerados ídolos. Mas afinal, o que constrói um ídolo? Títulos? Identificação? Lealdade ao clube? No Internacional, um nome tem todos os atributos citados: Andrés D’Alessandro.

D'Alessandro conquistou mais de dez títulos pelo Inter | Divulgação/SC Internacional

No clube desde 2008, D’Ale coleciona títulos no Colorado (são mais de dez). Mas um dos maiores fatores para o argentino ser idolatrado não é somente no campo, nas conquistas.

Em um dos piores momentos do clube, o rebaixamento em 2016, o meia estava emprestado ao River Plate – seu outro clube do coração. Vendo a situação do Inter, D’Ale voltou para ajudar o Colorado a se reerguer.

 

E a missão de reerguer o Inter foi cumprida com sucesso. O Colorado voltou à elite do futebol brasileiro e hoje já figura entre as principais equipes do país, tendo chegado às quartas da Libertadores, sendo vice-campeão da Copa do Brasil e estando no G6 do Brasileirão.

Com tanto tempo em Porto Alegre, D’Ale diz já se considerar “meio brasileiro” e, com sua família plenamente adaptada e feliz na cidade, nem pensa em um futuro longe do Colorado.

O Inter é a minha segunda casa. O Inter é muito importante na vida da minha família. A cidade me acolheu muito bem, nós já somos meio brasileiros. Se a família está bem, tudo está bem fora do terreno de jogo, a gente fica feliz e não tem porque mudar".

Comentários