Futebol Brasileiro

Jô se mostra disposto a retornar ao Corinthians após fim de contrato com o Nagoya Grampus

O jogador Jô disse que salário não é entrave para a sua volta ao Corinthians no fim deste ano

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Jô pode estar ainda mais perto de acertar com o Corinthians(Alexandre Schneider/Getty Images)

Jô pode estar ainda mais perto de acertar com o Corinthians | Alexandre Schneider/Getty Images

Há um mês as especulações da volta de Jô ao Corinthians vêm tomando força, mesmo com o jogador tendo contrato com o Nagoya Grampus, do Japão, até o fim deste ano.

Andrés Sanchez, presidente alvinegro, já declarou que as portas do clube sempre estarão abertas ao centroavante. E dessa vez foi Jô quem demonstrou estar disposto a retornar ao time que iniciou a carreira.

Em entrevista à 'ESPN Brasil', o atleta de 33 anos revelou que, para ele, a questão salarial anteriormente dada como barreira para a negociação pelo diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, não é um entrave para sua volta.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Numa negociação existem duas partes, tem que ver o que é bom para ambas. Na minha segunda passagem também voltei de um mercado asiático, da China, um mercado onde o investimento foi alto. Quando voltei, conversei e a gente se acertou. Salário passa pelo momento do clube, pelo o que o jogador necessita, acredito que com uma boa conversa tudo se encaixe".

Jô ainda aproveitou para se declarar ao Corinthians, clube ao qual tem uma relação muito forte. "Sempre deixei claro que a minha primeira opção seria o Corinthians. Vejo em entrevistas o Andrés falando que, se eu estiver livre, eles me aceitam. Fico feliz. Se tiver proposta no final do contrato e for boa oferta, com certeza volto, sou grato ao clube".

O jogador também esclareceu que, por enquanto, não há nenhuma conversa avançada com a diretoria ou com o presidente do Timão, além de dizer que não teve algum problema com o técnico Massimo Ficcadenti, do Nagoya, como foi noticiado.

Ainda de acordo com o centroavante, o seu atual clube apresentou uma proposta de renovação no início deste ano, mas não houve consenso de valores entre as partes, fazendo com que ele já tenha liberdade de assinar um pré-contrato com outro clube no meio do ano.

Jô começou sua história no futebol nas categorias de base do Corinthians e, antes de deixar o clube pela primeira vez, conquistou o Campeonato Brasileiro de 2005. Onze anos depois, em 2016, retornou à equipe paulista e venceu mais dois títulos: Paulistão e Brasileirão de 2017. Ao todo, são 179 partidas e 43 gols marcados.

 
Mattos diz que lei tem que se adaptar à realidade do futebol: 'Se não, Corinthians está certo'
Comentários