Futebol Brasileiro

Jogadores do São Caetano se recusam a entrar em campo por conta de salários atrasados

Em uma publicação realizada pelo meia Luan Costa, membros da comissão técnica, funcionários e atletas informaram que não trabalharão no jogo de sábado (24)

Comemoração da Série A-2 do Campeonato Paulista, no dia 12 de outubro(Reprodução/Instagram)

Comemoração da Série A-2 do Campeonato Paulista, no dia 12 de outubro | Reprodução/Instagram

Os quatro meses sem salários de jogadores, funcionários e membros da comissão técnica do São Caetano estão gerando complicações para o clube. Segundo nota emitada por Luan Costa, nesta sexta-feira (23), os componentes da instituição se recusam a fazer parte do jogo, no próximo sábado (24), contra o Pelotas, como forma de protesto. 

O principal motivo pelo não pagamento dos integrantes seria o fim da parceria entre o clube e um grupo de investidores, após desentendimentos com o presidente Nairo Ferreira. Na última quarta-feira (21), o grupo ameaçou não entrar em campo contra o Joinville, mas a promessa de receber até esta sexta fez com que o jogo, onde o time catarinense venceu por 2 a 1, acontecesse. 

O meia Luan Costa foi responsável por compartilhar a nota em suas redes, ainda nesta manhã. Nela há um acordo entre todos os membros para a não participação na partida que será válida pela nona rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, no está Anacleto Campanella, em São Caetano. 

São Caetano - Luan Costa
Nota publicada por Luan Costa, atleta do São Caetano. Reprodução/Instagram
Comentários