Futebol Brasileiro

Kaká está estudando para virar dirigente e agradece São Paulo por ajuda

Ídolo são-paulino ainda defendeu o trabalho de Fernando Diniz e pediu tempo para o treinador mostrar seu potencial

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

1/2
Última passagem de Kaká pelo São Paulo foi em 2014(Getty Images)

Última passagem de Kaká pelo São Paulo foi em 2014 | Getty Images

Kaká está estudando para virar dirigente e agradece São Paulo por ajuda

Kaká está estudando para virar dirigente e agradece São Paulo por ajuda

O São Paulo tem o costume de trazer ex-jogadores que são ídolos para trabalhar na diretoria do clube. Já teve experiências com Raí e Lugano, mas parece que o futuro nome para um cargo de gestão será o de Kaká. O ex-melhor do mundo tem estudado e feito um estágio no clube para desenvolver este lado profissional. Ele falou um pouco dessa experiência à 'TV São Paulo'.

"Gostaria muito de um dia voltar para o meio do futebol. Hoje me preparo para isso. Tenho feito alguns cursos. O fato de ter tido bons resultados dentro não significa que vou ter bons resultados fora. Queria até de novo agradecer ao São Paulo. Estou fazendo um curso de gestão esportiva na Uefa e preciso de algumas horas práticas. O São Paulo mais uma vez abriu as portas para que eu entenda como funciona um clube no dia a dia, a rotina. Seu senso crítico muda muito. Nós criticamos muita coisa sem saber. Estou conseguindo trazer aquilo que estou aprendendo na teoria, enxergando na prática dentro de um clube."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Kaká ainda deu opinião sobre o trabalho de Fernando Diniz. O ex-jogador disse gostar do técnico, mas garantiu que é primordial dar tempo para que ele consiga se mostrar por completo.

"Estou gostando bastante e gostei muito de terem mantido o Diniz. Achei isso muito importante. Você termina o Brasileiro e já há questionamentos: 'Manda embora'. O futebol é extremamente imediatista nos dias de hoje. Não, vamos manter. Vamos deixar ele continuar plantando porque acreditamos que vamos colher. E quando estávamos começando a colher alguns frutos, teve essa pausa. Mas sem problema. Os jogadores já estão entendendo. Leva um tempo para processar ideia, filosofia e jeito do treinador de jogar e tudo mais. Mas estou gostando e vai dar certo."

 

Comentários