Futebol Brasileiro

Marcos Braz rebate declarações de Bandeira de Mello: 'Maneira covarde ou de mau caráter'

Vice de futebol do Flamengo criticou veementemente o ex-presidente por respostas em relação ao incêndio no Ninho do Urubu

Avatar del

Por Redação Esporte Interativo

RJ - Rio de Janeiro - 30/07/2018 - Apresentacao de Vitinho no Flamengo - O presidente Eduardo Bandeira de Mello fala aos jornalista durante  apresentacao oficial do jogador Vitinho no Flamengo em coletiva de imprensa no CT Ninho do Urubu. Foto: Luciano Belford/AGIF(1284, www.agif.com.br)

RJ - Rio de Janeiro - 30/07/2018 - Apresentacao de Vitinho no Flamengo - O presidente Eduardo Bandeira de Mello fala aos jornalista durante apresentacao oficial do jogador Vitinho no Flamengo em coletiva de imprensa no CT Ninho do Urubu. Foto: Luciano Belford/AGIF | 1284, www.agif.com.br

Apesar da paralisação no futebol por conta do novo coronavírus, o clima não é de tranquilidade na política do Flamengo. Pelo menos no que diz respeito na relação da antiga diretoria com a atual. Em live na FlaTV, Marcos Braz soltou o verbo contra Bandeira de Mello, ex-mandatário do Rubro-Negro.

>

"Bandeira de Mello foi muito infeliz nas declarações de semana passada, esse infeliz está barato para ele. Foi uma maneira covarde ou de mau caráter, não conheço ele. Não sei se foi de mau caráter ou oportunista. A galera que conhece ele e trabalhou, acha que foi de mau caráter, eu fico com oportunismo. Quando os jornalistas fazem análise, é normal ser duro, é do jogo, respeito o conceito do jornalista, por mais que fique chateado. Agora ele não poderia dar essa declaração, ele nunca poderia. Se fosse ele não teria. Porque foi na gestão dele que contratou aquilo, que as crianças estavam lá, que chegaram todas as notificações da prefeitura. E o Landim com 30 dias de gestão, é brincadeira. Vamos supor que fosse no final desse ano ou ano que vem, aí ele poderia falar. A gente tinha 30 dias de gestão, não foi legal", disse.

Na última semana, Bandeira de Mello deu entrevistas sobre o incidente no Ninho do Urubu e disse "se eu ainda fosse presidente, tenho quase certeza que não teria acontecido".

Polêmicas nos bastidores à parte, o Flamengo tem data de reapresentação marcada para o dia 1º de maio.

>
 
Bandeira de Mello, sobre tragédia do Ninho: 'Houve algo e tem que ser apurado'

 
Comentários