Futebol Brasileiro

Motivos para acreditar no título da Libertadores do Flamengo

Após 38 anos, o Rubro-Negro está de volta à final da maior competição continental para enfrentar o River Plate

Avatar del

Por Victor Duarte

Flamengo volta a disputar uma final de Libertadores 38 anos depois I Foto: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / Flamengo

Flamengo volta a disputar uma final de Libertadores 38 anos depois I Foto: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / Flamengo

Os torcedores do Flamengo estão contando os dias para testemunhar um dos jogos mais importantes da história do clube. Após 38 anos, o Rubro-Negro volta à final da Libertadores para encarar o River Plate no próximo sábado (23), às 17h (de Brasília), no estádio Monumental, em Lima, no Peru.

Faltando três dias para a decisão, separamos motivos para acreditar em uma vitória do Flamengo sobre os Millonarios e, consequentemente, na conquista do bicampeonato da competição de clubes mais importante da América do Sul.

Histórico favorável na competição

Na história da Libertadores, Flamengo e River Plate já se enfrentaram quatro vezes e a vantagem é brasileira. O clube carioca tem duas vitórias, dois empates e nenhuma derrota para o rival argentino. Em 1982, venceu por 3x0 e 4x2, e em 2018 empatou em 0x0 e 2x2. Foram nove gols marcados e apenas quatro sofridos.

Fator físico

O Flamengo demonstrou muita intensidade após a chegada do técnico Jorge Jesus. Quando estão descansados e bem fisicamente, os jogadores rubro-negros costumam dar trabalho às defesas adversários.

Para essa final, o clube tem cinco dias completos de preparação entre o jogo contra o Grêmio (o último antes da decisão) e a partida contra o River. Esse fator pode ser preponderante para Gabigol, Bruno Henrique e cia chegarem 100% fisicamente na grande decisão.

Gabigol é o artilheiro da Libertadores e do Brasileirão I Foto: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / Flamengo

Mau momento do rival

Em jogos acirrados durante a temporada, o Flamengo se aproveitou muito dos erros dos adversários para superá-los. Nas últimas partidas do clube argentino, o zagueiro Martínez Quarta falhou e não vem tendo boas atuações, inclusive sendo criticado por alguns torcedores e parte da imprensa argentina.

O atacante Lucas Pratto, bastante conhecido no futebol brasileiro, também não vive um bom momento. Além disso, Enzo Pérez, um dos principais nomes do River, ainda se recupera de uma lesão e pode não chegar 100% fisicamente para a final.

Quer ganhar um vale-presente de R$100,00 para comprar qualquer produto na Americanas.com? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos. É grátis!

O Rubro-Negro e os Millonarios se enfrentam neste sábado (23), às 17h (de Brasília), no estádio Monumental, em Lima, no Peru, pela grande final da Libertadores. Em caso de empate no tempo normal, o duelo irá para a prorrogação e, se necessário, para a disputa de penalidades máximas.

Comentários