Futebol Brasileiro

'Não vou rivalizar com o Flamengo, mas sim com o futebol brasileiro', diz Vanderlei Luxemburgo, em apresentação no Palmeiras

O novo técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, não prioriza a rivalidade com Flamengo: "estará incluído na análise que vamos fazer, junto aos outros clubes"

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Nesta tarde (20), Vanderlei Luxemburgo voltou a assumir o comando do Palmeiras(Thiago Ribeiro/AGIF)

Nesta tarde (20), Vanderlei Luxemburgo voltou a assumir o comando do Palmeiras | Thiago Ribeiro/AGIF

O novo técnico do Palmeiras não teve papas na língua quando perguntado sobre o principal rival do Palmeiras este ano, o Flamengo. Questionado sobre a disputa de ambos os clubes, Luxemburgo não denotou exclusividade: "Não vou rivalizar com o Flamengo, mas sim com o futebol brasileiro", disse.

A ideia do técnico não é colocar os times em um duelo direto. Afinal, como ele mesmo afirmou, o campeonato é disputado por outros 18 times: "Posso perder para o Ceará, para qualquer equipe, não vou direcionar. Vou direcionar para o Palmeiras virar a melhor equipe do Brasil. O Flamengo só estará incluído na análise que vamos fazer."

Luxemburgo também deixou claro que a priorização de sua volta é dar visibilidade à base palmeirense - que, neste ano, já promoveu Gabriel Verón ao profissional. Explicou ainda a capacidade do Palmeiras em fazer um time que as pessoas esperam, mais "ofensivo": 

O momento é de expectativa e cobrança. Quando o futebol brasileiro não foi ofensivo? O futebol brasileiro sempre teve um DNA ofensivo. As pessoas estão só se preocupando com que esquema tático vai jogar, se vai ser reativo... tudo isso sabemos como funciona", finalizou.

Para 2020, o Palmeiras poderá contar com oito nomes "crias" do clube. São eles o meia Alan, os volantes Gabriel Menino e Patrick de Paula, o lateral-esquerdo Esteves, o atacante Angulo, o goleiro Vinícius Silvestre, o zagueiro Pedrão e o atacante Artur. 

Nesta tarde (20), Luxemburgo voltou à antiga casa após dez anos fora. Embora grato pela oferta de retornar ao comando do clube, o novo técnico deixou claro que os objetivos e conquistas são outros. "O Palmeiras oferece a oportunidade. Essa oportunidade eu vou agarrar como sempre agarrei. Vou lembrar de 93, fiz um grande trabalho. Depois veio 2008. Esse momento é muito importante profissionalmente."

Comentários