Futebol Brasileiro

O FUTURO DOS NOSSOS CLUBES PARTE 2: como será o cenário no futebol brasileiro após a pandemia

No segundo episódio da série, analisamos a fundo o impacto que a paralisação causada pela pandemia do novo coronavírus terá em Bahia, Ceará, Coritiba e Fortaleza 

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Veja a situação de cada um desses clubes em meio à pandemia(Arte: Esporte Interativo)

Veja a situação de cada um desses clubes em meio à pandemia | Arte: Esporte Interativo

Qual é o real tamanho do impacto da crise gerada pelo novo coronavírus no futebol brasileiro? Para saber melhor sobre o futuro dos clubes após a pandemia, a reportagem do Esporte Interativo conversou com dirigentes de diversos clubes e fez um apanhado detalhado sobre como cada instituição está lidando com os efeitos da paralisação mundial no esporte. 

No segundo episódio da série, mergulhamos a fundo na situação de mais quatro clubes brasileiros: Bahia, Ceará, Fortaleza e Coritiba. (Para ver o primeiro episódio, clique aqui)

CONFIRA ABAIXO A SITUAÇÃO DE CADA UM DOS CLUBES

BAHIA

Para equilibrar suas finanças durante a paralisação do futebol, o Bahia vem investindo em ações de marketing e no fortalecimento com o sócio-torcedor. Mas o Tricolor de Aço já projeta a venda de atletas para se manter em dia nos próximos meses. Veja como a diretoria está preparando os próximos passos da instituição em meio à pandemia do novo coronavírus clicando aqui!

CEARÁ

O Ceará vem de seguidos anos com o balanço financeiro no verde. Isso ajudou o clube a manter a estruturação e evitar demissões em meio à pandemia. O Vozão, no entanto, tem um grande desafio em relação à manutenção de elenco. Clique no link e veja todos os detalhes da situação do Ceará!

CORITIBA

O Coritiba acertou com seus jogadores o corte de 25% do pagamento para tentar desviar a crise. O clube sofre com menos arrecadação em relação ao ano passado, mesmo neste ano estando na elite do futebol nacional. O clube, no entanto, conta com seu plano de sócios-torcedores como um "trunfo". Clique no link e veja todos os detalhes da situação do Coxa!

FORTALEZA

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Fortaleza é uma espécie de clube modelo no futebol brasileiro na gestão da atual crise. Foi o primeiro da Série A a reduzir salários de jogadores, diretores e comissão técnica e, com isso, salvou funcionários que recebem menos. O Tricolor não demitiu e nem atrasou pagamentos até o momento. Veja mais detalhes de como o Leão vem gerenciando seus cofres na paralisação do futebol clicando aqui!

Comentários