Futebol Brasileiro

'O que eu joguei não é 10% do que eu sei fazer', diz Jobson, volante do Santos

O volante Jobson, contratado pelo Santos junto ao Red Bull Brasil após o final do Paulistão, atuou em apenas duas partidas com a camisa do Peixe

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Provável substituto de Pituca no meio-campo do Santos, Jobson atuou em apenas duas partidas pela equipe(Ivan Storti/Santos FC)

Provável substituto de Pituca no meio-campo do Santos, Jobson atuou em apenas duas partidas pela equipe | Ivan Storti/Santos FC

O volante Jobson foi contratado pelo Santos após disputar o Paulistão pelo Red Bull Brasil, mas ainda não conseguiu desempenhar o bom futebol pelo clube da Baixada. Com apenas duas partidas disputadas no Brasileirão, o atleta de 24 anos pode voltar a ter chance por conta da lesão no tornozelo de Pituca.

"A forma que o Sampaoli pede para fazer a função é um pouco diferente do meu costume. Procurei olhar os da posição para fazer o que eles fazem junto com o que eu sei fazer. Ele me cobra, fala para eu melhorar. O que eu joguei não é 10% do que eu sei fazer. Estou confiante e espero mais oportunidades nessa reta final", analisou.

Assista ao Brasileirão no EI Plus!

Apesar de ser o provável substituto de Pituca no time titular, Jobson evitou se comparar com o atleta, que jogou em 49 das 54 partidas que o Santos disputou na temporada e é uma das peças fundamentais do esquema de Sampaoli.

"Pituca tem as qualidades dele, eu tenho as minhas. Eu, Alison ou qualquer um pode demonstrar bom trabalho para que o Santos saia vencedor. A gente nunca pede para que alguém se machuque. Pensamos no melhor para o nosso companheiro. Somos uma família, mandei mensagem. Vi que ele estava aqui sem muleta. Espero que ele se recupere o mais rápido possível", garantiu.

O próximo jogo do Santos será contra o Bahia, quinta-feira (31), a partir das 18h15 (de Brasília), na tela da TNT e do EI Plus.

Comentários