Futebol Brasileiro

Palmeiras perde na Justiça e terá 45 dias para pagar mais de R$ 16 milhões ao Atlético Nacional

Time paulista possui uma alta dívida com o clube colombiano referente à contratação de Miguel Borja, ainda em fevereiro de 2017

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Miguel Borja chegou ao Palmeiras em fevereiro de 2017 e não empolgou(Getty Images)

Miguel Borja chegou ao Palmeiras em fevereiro de 2017 e não empolgou | Getty Images

O Atlético Nacional, da Colômbia, obteve na noite desta quarta-feira (22) uma vitória na Justiça, que obriga ao Palmeiras o pagamento de 3 milhões de dólares (R$ 16,4 milhões) por uma dívida referente à contratação de Miguel Borja, ainda em fevereiro de 2017.

Em nota oficial publicada em seu site, o clube verdolaga diz que o Verdão terá até 45 dias para realizar o pagamento. Caso contrário, os brasileiros não poderão inscrever novos jogadores.

Setenta por cento do valor deverá ser pago ao campeão da Libertadores de 2016, enquanto que o restante terá de ser enviado ao Cortuluá, antigo clube de Borja e que detinha direitos econômicos do jogador no momento da compra.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

De acordo com o presidente do Atlético Nacional, Juan David Pérez Ortiz, o clube esperava o pagamento desde agosto do ano passado e "o não-cumprimento gerou perdas significativas no exercício de 2019."

Mais cedo, o Atlético Nacional também realizou uma cobrança pública ao Santos, referente a uma dívida do clube praiano pela compra do zagueiro Felipe Aguilar.

Hoje emprestado ao Junior Barranquilla, também da Colômbia, Borja fez, ao todo, 112 partidas com a camisa do Palmeiras, marcou 36 gols e ficou longe de empolgar a torcida alviverde. Em seu atual clube, o atacante fez nove partidas e foi às redes quatro vezes até aqui.

 
Artur revela que plano de carreira apresentado pelo Red Bull Bragantino envolve ir para o RB Leipzig, da Alemanha
Comentários