Futebol Brasileiro

Parabéns, Morumbi: 59 anos de histórias, conquistas e grandes memórias tricolores

Maior estádio particular do Brasil, palco de muitos dos principais eventos esportivos e de entretenimento do continente e com muito mais história pra contar: o Morumbi completa 59 anos hoje  

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Morumbi completa, hoje, 59 anos

Morumbi completa, hoje, 59 anos

Há exatos 59 anos, a estreia de um dos estádios mais importantes do Brasil acontecia. Seguindo o lema de "se é um sonho, que seja grande!", o Estádio Cícero Pompeu de Toledo - o tão conhecido Morumbi -  nascia para marcar história, jogos inesquecíveis e um lugar mais que especial para aquecer todos os corações são-paulinos. 

Cícero Pompeu de Toledo foi um dos maiores presidentes da história do São Paulo FC e grande entusiasta da construção do estádio são-paulino. Sua morte - ainda durante as obras do Gigante Tricolor - não lhe roubou o reconhecimento, e o estádio foi batizado em sua homenagem.

No dia 2 de outubro de 1960, estreava um dos maiores estádios do Brasil

Localizado na zona sul da capital paulista, o que não falta ao maior estádio particular do Brasil é história para contar: já em seu jogo de estreia, em 2 de outubro de 1960, o Morumbi  obteve a maior renda na história do futebol no Brasil, até então. Um tempo depois, em novembro de 1980,  o Morumba também bateria o alcance de maior público numa partida do São Paulo,  quando o time ganhou do Santos por 1 a 0, na primeira partida válida pelas finais do Campeonato Paulista daquele ano.

A INAUGURAÇÃO DO MORUMBI
São Paulo Futebol Clube 1 x 0 Sporting Club de Portugal

SPFC: Poy; Ademar, Gildésio, Riberto, Fernando Sátyro, Victor, Peixinho, Jonas (Paulo Lumumba, depois Cláudio Garcia), Gino Orlando, Gonçalo e Canhoteiro (Roberto Frojuello). Técnico: Flávio Costa

SCP: Aníbal; Lino, Morato, Hilário, Mendes, Júlio, Hugo, Faustino, Figueiredo (Fernando), Diogo (Geo) e Seminário. Técnico: Alfredo Gonzalez

  • Gol: Peixinho, 12' do 1º tempo
  • Árbitro: Olten Ayres de Abreu
  • Renda bruta: Cr$ 7.868.400,00
  • Renda líquida: Cr$ 7.779.900,00
  • Público pagante: 56.448
  • Público presente: 64.748
 Igor Amorim / saopaulofc.net
É o palco de muitos dos principais eventos esportivos e de entretenimento do continente

E não termina por aí. Já no anos 2000 e depois de dois títulos mundias, a final da Libertadores, no dia 14 de julho de 2005, entre São Paulo e Athletico, seria um passo para o Tricolor alcançar o terceiro título mundial. O lugar desta conquista? Morumbi, com mais de 70 mil são-paulinos prestigiando a festa ao ver Rogério Ceni, capitão e um dos maiores ídolos do time, levantando a taça. 

Reprodução: Internet
Comemoração da conquista da Libertadores, em 2005

E, a mais de meia década depois, não faltam momentos inesquecíveis na trajetória do Tricolor paulista e seu estádio, seja na comemoração de gol dos seus jogadores ou nos gritos e cantos de vitória de seus torcedores. Parabéns pelas histórias, pelos anos e memórias, Morumbi! 

 

Comentários