Futebol Brasileiro

Parreira desabafa sobre perda da Copa de 2006 e chama preparação em Weggis de 'feira'

Treinador do Brasil diz que Seleção, por vir de título em 2002, não teve a vontade necessária para ganhar o título de 2006

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

1/2
Seleção de 2006 ficará marcada negativamente na história(Getty Images)

Seleção de 2006 ficará marcada negativamente na história | Getty Images

Parreira desabafa sobre perda da Copa de 2006 e chama preparação em Weggis de 'feira'

Parreira desabafa sobre perda da Copa de 2006 e chama preparação em Weggis de 'feira'

Uma das maiores tristezas do torcedor brasileiro foi a derrota para a França na Copa do Mundo de 2006. Aquela geração, que foi considerada por muitos uma das melhores do futebol, não conseguiu demonstrar em campo o que se esperava. O técnico da Seleção à época, Carlos Alberto Parreira, contou em entrevista ao 'O Globo' o que teria sido primordial para que as coisas não tivessem dado certo.

"Estive em cinco Copas com a Seleção, você cria um feeling. Em 1994 não ganhávamos há 24 anos, havia uma fome. Em 2006 vínhamos de vitória, aí o cara tá empanturrado, de barriga cheia. Alguns estavam fora da melhor forma: Ronaldo veio de dois meses sem jogar, Adriano fora de forma. Ronaldo é tão fenômeno que mesmo assim foi nosso artilheiro. Ronaldinho veio de título da Champions com pouco tempo de descanso... Não trabalhamos como deveríamos."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O treinador relembrou ainda a preparação que o Brasil fez na cidade de Weggis, na Suíça. O centro de treinamento era aberto ao público e isso teria tirado muito da concentração necessária para aquele time ir adiante na competição.

"Vou ser sincero: Weggis não ajudou, mas não perdemos por isso. Se houve um erro, entre aspas, foi não termos feito uma nova visita mais perto da Copa. Fomos surpreendidos com aquela feira em volta do estádio. Tentamos consertar, mas havia contrato assinado."
 

 

Comentários