Futebol Brasileiro

Paulistão poderá ter delegações 'confinadas', máscara, luvas e gols sem comemorações

Crise criada pela pandemia do novo coronavírus pode trazer mudanças drásticas ao futebol do estado de São Paulo

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Jogadores serão instruídos a evitar ao máximo o contato físico(Getty Images)

Jogadores serão instruídos a evitar ao máximo o contato físico | Getty Images

A crise criada pela pandemia do novo coronavírus poderá trazer sérias mudanças ao futebol de São Paulo nos próximos meses. Segundo o protocolo médico apresentado pela Federação Paulista de Futebol, as partidas, caso retornem, poderão sequer ter comemorações de gol para evitar ao máximo o contato físico.

Além disso, as delegações dos clubes e da arbitragem poderão ficar "confinadas" até o final do torneio e, nos jogos, luvas deverão ser utilizadas pelos atletas, que ainda vestirão mangas longas. Os atletas do banco de reserva podem ter de vestir máscaras anticontágio.

"Tudo o que foi colocado no protocolo é uma recomendação da FPF para aos clubes. Caberá a cada um deles acatar dependendo da sua realidade. Mas todos os médicos do Campeonato Paulista já se posicionaram favoráveis às medidas, e isso me deixou muito satisfeito", disse o médico da FPF, que inclusive assina o documento, Moisés Cohen, em entrevista ao site 'Globoesporte.com'.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Ainda estamos estudando e discutindo a viabilidade de algumas situações. O fato é que vai mudar muito a cultura como um todo. Uma comemoração de gol, por exemplo, aumenta a exposição ao risco de contaminação. Claro que em situações como disputa no alto de um escanteio, o contato é inevitável. Mas ainda vamos analisar medidas educativas para que sejam sugeridas. São pontos de conscientização, não regras", completou o ortopedista.

Vale lembrar que, no estado de SP, o isolamento social está marcado para se encerrar, em princípio, no dia 10 de maio. Depois, o governador João Dória irá indicar as diretrizes à população.

 
Cuca revela proposta do Colo-Colo
Comentários