Futebol Brasileiro

Pelé elogia Flamengo, mas avisa: 'Nenhum time no mundo vai fazer o que o Santos fez'

Recuperado de problemas de saúde, Pelé afirmou que o Santos da década de 60 está no topo do futebol mundial

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Pelé elogia Flamengo, mas avisa: 'Nenhum time no mundo vai fazer o que o Santos fez'

Pelé elogia Flamengo, mas avisa: 'Nenhum time no mundo vai fazer o que o Santos fez'

Líder isolado do Campeonato Brasileiro e finalista da Libertadores, o Flamengo vem fazendo história em 2019, levantando discussões sobre onde a equipe de Jorge Jesus figura entre times históricos do Brasil. Perguntado sobre o assunto, Pelé não titubeou e afirmou que nenhum time se compara ao Santos da década de 60.

"Fazer comparações com equipes de épocas diferentes é difícil, são momentos diferentes. Eu acho que nenhum time no mundo vai fazer o que Santos fez. No mundo, eu digo. Não é no Brasil, eu digo no mundo", disse o Rei do Futebol, em entrevista à 'Globo'.

Pelé relembrou os títulos da histórica equipe de Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe e das excursões internacionais , que trouxeram grande reconhecimento do Peixe mundo afora.

Assista ao Brasileirão no EI Plus!

"O que o Santos fez fora do Brasil, pelas excursões e pelos títulos que ganhou, não vai ter. Eu não posso dizer agora que o Flamengo está igual ao Santos (de Pelé), não dá para fazer uma comparação como essa".

Pelé é o maior artilheiro da história do Santos, com 1.091 gols marcados no Peixe, e conquistou 26 títulos oficiais pelo clube, entre eles os bicampeonatos da Libertadores e do Mundial de Clubes, em 1962 e 1963.

Ataque formado por Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe fez um total de 2.084 gols pelo Santos

O Rei do Futebol também é o atleta com mais Bolas de Ouro na história. Em 2015, a revista 'France Football' - responsável pela premiação - fez uma revisão da lista de jogadores premiados (que antigamente eram apenas atletas que atuavam na Europa) e reconheceu Pelé como vencedor do troféu nos anos de 1958, 1959, 1960, 1961, 1963, 1964 e 1970.

Comentários