Futebol Brasileiro

Peres diz querer time feminino atuando na Vila e alfineta Sampaoli: 'Achava que só ele poderia jogar lá'

José Carlos Peres criticou veto do treinador argentino às "Sereias da Vila" a jogarem no principal estádio da cidade. Maioria das partidas foi no Ulrico Mursa

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

José Carlos Peres segue seu embate com o ex-técnico santista Jorge Sampaoli(Divulgação/Santos)

José Carlos Peres segue seu embate com o ex-técnico santista Jorge Sampaoli | Divulgação/Santos

Aconteceu nesta segunda-feira (20) mais um capítulo do embate envolvendo José Carlos Peres e Jorge Sampaoli. Em entrevista coletiva concedida para a apresentação da atacante Cristiane, o presidente do Santos afirmou o desejo de ver as "Sereias" atuando na Vila Belmiro e cutucou o antigo comandante.

"A intenção é que jogue na Vila também. No ano de 2019 tivemos um treinador que achava que só ele poderia jogar na Vila. Nós acabamos cedendo a isso. Mas nós vamos lutar pra que elas também tenham direito de jogar na Vila que é a nossa casa", comentou.

A crítica de Peres é em alusão ao veto de Sampaoli tanto a treinos, como partidas da equipe feminina santista no estádio. Sua justificativa era a preservação do gramado e sua vontade de atuar sempre no palco da baixada, em detrimento do Pacaembu, em São Paulo, por exemplo, com os profissionais.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Por conta disso, as "Sereias da Vila" tiveram de atuar, na maioria de seus jogos, no Ulrico Mursa, casa da Portuguesa Santista.

Além da equipe feminina, toda e qualquer categoria de base do Santos foi proibida de jogar na Vila Belmiro em 2019. Agora, com o português Jesualdo Ferreira no comando, a tendência é que grande parte das partidas sejam realizadas em Urbano Caldeira.

 

Comentários