Futebol Brasileiro

Por negociação por Borja, Atlético Nacional-COL deve ir à FIFA contra o Palmeiras

Atlético Nacional-COL acusa Palmeiras de não pagar 3 milhões de doláres por contratação de Borja

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Borja saiu do Atlético Nacional para o Palmeiras(Bruno Ulivieri/AGIF)

Borja saiu do Atlético Nacional para o Palmeiras | Bruno Ulivieri/AGIF

O presidente do Atlético Nacional-COL, Juan David Pérez, afirmou nesta quinta-feira (05) que o clube ainda não recebeu pagamentos relacionados a venda de Miguel Borja para o Palmeiras. O valor devido pelo clube brasileiro gira em torno dos U$ 3 milhões (algo em torno de R$ 12,6 milhões na cotação atual) e, por conta disso, o time colombiano deve acionar o Verdão na FIFA.

Assista ao Brasileirão no EI Plus!

“O tema de Miguel Ángel Borja permanece o mesmo. Não recebemos o pagamento no prazo estabelecido e já foi efetuado pedido na FIFA”, disse Juan David Pérez, presidente do Atlético Nacional-COL

A informação apurada pelo Esporte Interativo é de que o contrato prevê que, depois de 2 anos e meio da contratação, se o Palmeiras não tivesse vendido Borja, teria que, obrigatoriamente, comprar os 30% que ainda pertencem ao Atlético Nacional-COL. O Palmeiras, porém, se defende dizendo que não há um prazo pro pagamento ser feito e, por conta disso, optou por não efetuar o pagamento ainda.

Borja foi a grande contratação do Palmeiras para 2017, depois do atacante fazer uma grande Libertadores e ser campeão do torneio. O jogador custou cerca de R$ 44 milhões ao clube. Até aqui, o colombiano marcou 36 gols em 112 partidas no Verdão.

Comentários