Futebol Brasileiro

Presidente do Bahia, sobre paralisação por pandemia: 'Ameaça de catástofre'

Guilherme Bellintani afirmou que vários clubes do futebol brasileiro já estão tendo dificuldades em honrar compromissos básicos e podem até fechar portas

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Presidente do Bahia, Guilherme Bellintani(Divulgação E.C Bahia)

Presidente do Bahia, Guilherme Bellintani | Divulgação E.C Bahia

Com a paralisação do futebol em meio à pandemia do novo coronavírus, os clubes começam a conviver com a realidade de viver dias difíceis. O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, expôs isso em entrevista ao canal Desimpedidos e previu uma 'catástofre' entre as instituições no Brasil.

Acho que ameaça de uma catástrofe no futebol brasileiro está colocada. Não tenho dúvida.

"A gente já começa hoje a ter dificuldade em vários clubes de honrar compromissos básicos. Se se alongar, isso vai se transformar em uma grande crise financeira que pode chegar, a depender da longevidade da pandemia, fechamento de portas de clubes", completou.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Bellintani afirmou que algumas equipes vão sentir mais que outras, mas que todas vão ser afetadas pela pandemia. Apesar disso, deixou claro que concorda que, no momento, a prioridade é a saúde.

"Não só no Bahia. Qualquer clube no Brasil vai sentir a  pandemia. Alguns vão sentir mais e outros menos. Estamos nos preparando para o pior. Se preparar para o pior é poder agir da maneira mais dura sob o ponto de vista financeiro, entendendo que se deixar pra agir depois, podemos ser uma vítima".

 
EXCLUSIVO! Rodriguinho revela que gostaria de ter voltado ao Corinthians
Comentários