Futebol Brasileiro

Presidente do Santos critica Sampaoli: 'Final sempre infeliz'

José Carlos Peres, presidente do Santos, criticou o ex-técnico do Peixe, Jorge Sampaoli, pela forma como o treinador conduziu sua saída do clube

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Peres, presidente do Santos, também afirmou que entrará na Justiça para cobrar rescisão de Sampaoli(Ivan Storti/Santos FC)

Peres, presidente do Santos, também afirmou que entrará na Justiça para cobrar rescisão de Sampaoli | Ivan Storti/Santos FC

A conturbada saída de Jorge Sampaoli do Santos ainda dá o que falar. Durante o sorteio da Libertadores, no Paraguai, o presidente do Peixe, José Carlos Peres, criticou o técnico argentino pela forma como seu pedido de demissão foi conduzido.

"Infelizmente, Sampaoli tem histórico. Conversamos com a Universidad de Chile, Federação Chilena... Há relatos do que aconteceu por lá. Tem característica de ir bem em um ano. Sai sempre de forma difícil. Deixou pendências nesses dois, na seleção argentina também. Final sempre infeliz", afirmou.

Peres também cobra o pagamento da multa de rescisão do contrato do treinador e afirmou que a decisão será dada pela Justiça.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Se não pagar, a Justiça vai decidir se paga ou não paga. Caminho que ele tomou não foi o que pretendíamos, mas é característica dele. Temos que entender, pessoas são assim. Cada um com seu sentimento. Recebemos com surpresa o pedido de demissão e ele se foi do Santos", disse.

O mandatário santista também negou que o clube tenha entrado em contato com Mircea Lucescu, pai do técnico do Al-Hilal, que disputou a semifinal do Mundial de Clubes com o Flamengo e foi derrotado por 3 a 1.

"Nunca tivemos contato com esse treinador (Lucescu). As opções estão comigo, trabalhamos 14 ou 16 horas por dia para resolver essa questão. Nunca chegou a nós três que estamos nisso. Às vezes empresário faz proposta em nome do Santos, mas ninguém tem procuração", disse.

Comentários