Futebol Brasileiro

Presidente do Santos diz que está perto de conseguir patrocínio máster: 'Nos finalmentes'

Em entrevista ao 'Blog Soul Santista', José Carlos Peres comentou sobre empresa que estava praticamente assinada antes da pandemia

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

José Carlos Peres segue procura por patrocínio máster no Santos(Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

José Carlos Peres segue procura por patrocínio máster no Santos | Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Desde que deixou a Caixa, no início de 2019, o Santos segue procurando por um patrocínio para ser estampado na parte principal de seu uniforme.

O presidente do clube, José Carlos Peres, revelou finalmente estar próximo de um acordo com uma empresa não divulgada, mas a crise causada pela pandemia do novo coronavírus paralisou as conversas por ora. Em entrevista ao "Blog Soul Santista", o mandatário detalhou as conversas.

"Na sexta-feira (13 de março) eu fui para o Rio de Janeiro, baita perigo, p* medo. A vontade era tão grande que eu fui para o Rio... Fui na empresa, fizemos a reunião e ficou tudo acertado. Era a décima reunião e chegou no que a gente queria", comentou.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Quando eu dispenso o time (para as férias coletivas), o cara (representante da empresa) me comunica para esperar um pouquinho, mas é uma grande empresa. Mas nós estamos só esperando isso acabar para voltar a sentar, estamos nos finalmentes. Tem um baita interesse, a marca do Santos é extraordinária", completou o presidente

Peres ainda contou que espera receber valor parecido com o que é oferecido a um dos grandes rivais do Santos, o Corinthians.

"No primeiro ano o impeachment, ninguém vai investir em um clube assim. No segundo tivemos mais tranquilidade, mas já tinha entrado em uma dificuldade para todos os clubes. Queriam pagar para a gente metade do que pagavam ao Corinthians. Pagavam R$ 12 milhões para o Corinthians e queriam pagar R$ 5, R$  6 milhões para a gente. O Santos não é time de segunda linha, é top, é um time conhecido no mundo inteiro. A empresa que entrar no clube tem que entender que vai ter ganho nacional e internacional. Não aceitamos", justificou.

 
'Quero voltar para ser campeão', diz Cuca sobre o Santos
Comentários