Futebol Brasileiro

RETROSPECTIVA! Os cinco melhores duelos do futebol brasileiro em 2019

Campeonato Brasileiro registrou embates históricos, de empates e viradas antológicas; na Libertadores, encontros nacionais marcaram para sempre o mata-mata da Libertadores da América

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

No primeiro turno do Brasileirão, Fluminense protagonizou virada antológica para cima do Grêmio no Sul(Getty Images)

No primeiro turno do Brasileirão, Fluminense protagonizou virada antológica para cima do Grêmio no Sul | Getty Images

Muitos gols, empates emblemáticos e viradas para a posteridade. No período sem jogos oficiais no futebol brasileiro, chegou a hora de relembrar os jogos que marcaram para sempre o país no ano de 2019. Entre Campeonato Brasileiro e Libertadores, vamos relembrar os cinco melhores duelos nacionais da temporada. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

  • Grêmio 4x5 Fluminense -  No dia 05 de maio, uma partida que vai ficar marcada na história do Brasileirão. Na Arena do Grêmio, o time da casa, comandado por Renato Portaluppi, abriu 3 a 0 com 22 minutos de jogo, em gols marcados por André, Everton Cebolinha e Jean Pyerre. Vitória garantida? Nada disso. Ainda no primeiro tempo, o Tricolor carioca conseguiu marcar duas vezes, com Yony González e Luciano (hoje no Grêmio). Na segunda etapa, o Fluminense buscou a virada, com Matheus Ferraz e Pedro. Kannemann deixou tudo igual no placar, mas os cariocas, de novo com Yony, buscaram mais um gol e garantiram os três pontos e um lugar na história.
  • Flamengo 4x4 Vasco - 13 de novembro: uma data que não vai ser esquecida tão cedo pelo torcedor carioca. Naquela noite, flamenguistas e vascaínos protagonizaram um clássico marcante no Maracanã. De um lado, um time em seu penúltimo duelo antes da final da Libertadores e com título brasileiro encaminhado. Do outro, uma equipe que lutava para se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão. Goleada? Até parecia que isso aconteceria, já que o Flamengo abriu o placar com 38 segundos de jogo. Mas o que aconteceu depois, ninguém esperava. Após o tento de Éverton Ribeiro, o Vasco virou com dois gols em um espaço de quatro minutos: Marrony e Pikachu. Antes da ida ao vestiário, Rafinha (na súmula, gol contra de Danilo Barcelos) deixou tudo igual, já aos 50 do primeiro tempo. Os comandados de Luxemburgo voltaram à frente do placar com Marcos Jr.: 3 a 2. Mas aí apareceu Bruno Henrique, que marcou duas vezes e colocou o Rubro-Negro em vantagem. E aí, quando tudo indicava mais um triunfo em vermelho e preto na competição, Ribamar, de cabeça, decretou o 4 a 4 no marcador no último lance da partida. Ufa!
  • Flamengo 5x0 Grêmio - Está aí algo que ninguém imaginou! Depois do 1 a 1 em Porto Alegre, pelo jogo de ida da semifinal da Libertadores 2019, todos apostavam em mais um confronto equilibrado entre rubro-negros e tricolores. O que passou longe de acontecer naquele 23 de outubro, no Maracanã. Com uma atuação de gala, o Flamengo foi empilhando gols e mais gols, deixando o Grêmio e seu técnico Renato Portaluppi atônitos. Bruno Henrique, Gabigol (duas vezes), Pablo Marí e Rodrigo Caio. 1, 2, 3, 4, 5. Goleada antológica, poucas vezes vista no cenário nacional e internacional, que deixou os jogadores de Jorge Jesus confiantes para a decisão do torneio que viriam a conquistar sobre o River Plate, no dia 23 de novembro, exatamente um mês depois do resultado emblemático. 
  • Palmeiras 1x2 Grêmio - Novamente os gremistas envolvidos em um embate inesquecível, mas desta vez com final feliz para os gaúchos. Antes da eliminação para o Flamengo na Libertadores, a classificação tricolor nas quartas de final foi incrível. No primeiro jogo, o Grêmio acabou saindo derrotado pelo Palmeiras dentro de sua casa, pelo placar de 1 a 0, o que tornou a missão muito difícil para o jogo da volta, a ser disputado no Pacaembu. Missão esta que foi dificultada com os paulistas abrindo o placar com Luiz Adriano, aos 14 minutos. O clube de Porto Alegre precisava, então, de uma virada que, àquela altura, já parecia improvável. Não para um 'Imortal', né? Aos 18, Cebolinha empatou, aos 22 Alisson virou e colocou números finais à eliminatória. Em poucos minutos, uma reviravolta que nem o melhor roteirista conseguiria escrever. Um 27 de agosto que o torcedor vai levar para todo sempre em sua memória. 
  • Santos 3x3 Fortaleza - O dia 25 de agosto reservou uma partida daquelas pelo Campeonato Brasileiro. Líder do torneio na oportunidade, o Santos recebeu o Fortaleza em busca de manter sua primeira colocação. Para isso, bastava vencer uma equipe que tinha acabado de perder Rogério Ceni para o Cruzeiro. E tudo dava e entender que os alvinegros cumpririam facilmente seu papel. Marinho, Jorge, Eduardo Sasha. 3 a 0 com 32 minutos de jogo. Porém o que aconteceu no segundo tempo é daqueles caprichos que só o futebol é capaz de proporcionar. Wellington Paulista diminuiu já aos 15 do segundo tempo. O camisa 9 entrou em ação mais uma vez oito minutos depois quando, de pênalti, colocou emoção no encontro. E, já aos 50 minutos, no último respiro da partida, Tinga colocou a bola no fundo da rede e deixou tudo igual. 3 a 3, Vila Belmiro incrédula e liderança perdida posteriormente para o Flamengo, que nunca mais viria a sair do topo da competição. 
Comentários