Futebol Brasileiro

Rafael Moura revela que recebeu proposta do Milan em 2006

Atacante estava no Corinthians à época; Ele disse que também teve uma proposta do Bétis que não foi adiante porque o Timão não o liberou

Avatar del

Por Rodrigo Fragoso

1/2
Rafael Moura se destacou pelo Corinthians em 2006(Reprodução/Internet)

Rafael Moura se destacou pelo Corinthians em 2006 | Reprodução/Internet

Rafael Moura revela que recebeu proposta do Milan em 2006

Rafael Moura revela que recebeu proposta do Milan em 2006

O futebol brasileiro era tão valorizado em meados de 2006 que todo grande jogador do futebol brasileiro teve, pelo menos, uma sondagem do futebol europeu. E não foi diferente com Rafael Moura. O atacante - hoje no Goiás, mas à época no Corinthians - revelou procura de dois grandes times: do Bétis, da Espanha, e do Milan, da Itália. 

Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo, Rafael Moura contou que guarda até hoje a carta que recebeu da sondagem do Milan.

Na época do Corinthians teve sondagem do Bétis e do Milan. Eu guardo até hoje porque o Milan é o sonho de todo mundo. Eu tenho a cartinha do Milan guardada até hoje. Quase perguntei: 'tem certeza que vocês estão me querendo aí?'. Foi uma época bacana, mas não passou de uma sondagem."

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O atacante foi além, contando ainda mais detalhes da proposta que recebeu do Bétis. Ele revelou que o Corithians não quis negociá-lo por conta de problemas envolvendo Tévez e Nilmar.

"A do Bétis chegou a ser oficial. Porque o Ricardo Oliveira tava saindo de lá e precisava de um centroavante. Aí o Bétis veio pesado, mas não me liberaram. Foi porque o Tévez tava pra sair e o Nilmar se lesionou. Eu fiquei o único atacante que o Corinthians tinha."

A passagem pelo Corinthians durou pouco mais de um ano, com o atacante tendo marcado 15 gols em 44 jogos. Depois de lá, Rafael Moura rodou bastante no futebol brasileiro. Desde o ano passado ele está no Goiás, onde já tem 15 gols em 33 jogos.

 
Bandeira compara 'Flamengos' de 1981 e 2019: 'Esse não tem concorrente'
Comentários