Futebol Brasileiro

Renato diz que 'até mulher grávida faria gol no Grêmio' no Maracanã

Apesar da goleada de 5 a 0, técnico tricolor afirmou que gols rubro-negros foram gerados por falhas da sua equipe

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Renato Portaluppi ficou atônito diante do que viu à beira do gramado no Maracanã(Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Renato Portaluppi ficou atônito diante do que viu à beira do gramado no Maracanã | Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Anormal. Foi assim que Renato Portaluppi tratou a goleada para o Flamengo, na semifinal da Libertadores. O Tricolor sofreu um acachapante 5 a 0 e adeus à competição de forma melancólica. Tanto é que o comandante considerou que 'até uma mulher grávida' faria gols na sua equipe. 

"Tomamos cinco gols em cinco falhas nossas. Jogamos muito abaixo do que a gente sabe e pode. Se bobear, uma mulher grávida faria gol no Grêmio. O Flamengo mereceu, sim. Mas todas as chances fomos nós que demos. E eles souberam aproveitar. No momento que você enfrenta uma equipe com jogadores de nível de seleção brasileira, eles não perdoam. Quando tiver oportunidade, vão matar. E foi o que fizeram com o Grêmio".

O profissional, apesar de reconhecer a superioridade do Flamengo como elenco, enfatizou que não se pode jogar com medo no Maracanã, uma vez que é grande a chance dos comandados de Jorge Jesus fazer o adversário 'apanhar'. 

"O Grêmio é inferior um pouco ao Flamengo. Jogar diferente contra o Flamengo no Maracanã é jogar com medo. Agora, toda equipe que joga retrancada contra o Flamengo vai acabar apanhando. Eles vão te massacrar no teu campo. Foi um placar anormal. Ninguém pensaria num placar como esse".

Comentários