Futebol Brasileiro

Renato se irrita com ligação de Jorge Jesus para Everton: 'Isso não pode acontecer'

O treinador também revelou que o próprio Cebolinha pediu para jogar nesta quarta-feira (05) contra o Internacional

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Renato elogiou comportamento de Everton mesmo estando em negociação com o Benfica(Foto: Pedro H. Tesch/AGIF)

Renato elogiou comportamento de Everton mesmo estando em negociação com o Benfica | Foto: Pedro H. Tesch/AGIF

Perto de dar adeus a Everton Cebolinha, Renato Portaluppi comentou sobre a possível saída do camisa 11 rumo ao Benfica. Após o título do segundo turno do Campeonato Gaúcho sobre o Internacional nesta quarta-feira (05), o treinador revelou uma imensa insatisfação com o fato de Jorge Jesus ter ligado diretamente para o atacante, para tentar "fazer a sua cabeça".

"O Everton se comportou muito bem desde segunda-feira. A coisa que me aborreceu foi o Jorge Jesus ter telefonado para o jogador. O treinador estrangeiro vem aqui, faz bom trabalho e liga para o jogador. Não é normal. Ele ligou para jogador na segunda-feira, fez a cabeça do jogador. O jogador em momento algum não disse que queria ficar fora, mas o Benfica pediu para ele não jogar, treinador ligou. Isso não existe. Me coloco do outro lado: se eu ligo para alguém, como iriam me tratar? Ele tentou fazer a cabeça do jogador para não entrar em campo, mas isso nos aborreceu bastante. A gente sabia, ficamos calados, mas não pode acontecer", desabafou o treinador. 

Ainda sobre a saída de Everton, Renato Portaluppi contou sobre um fato curioso durante a concentração para a final desta quarta-feira (05). Segundo o treinador, o próprio Cebolinha bateu na porta do seu quarto para pedir que pudesse entrar em campo contra o Internacional, independentemente de qualquer circunstância. 

"Mas quero fazer mais um elogio, ontem estava no meu quarto conversando com nosso assessor de imprensa, Vitor, e lá para as 22 horas bateram na minha porta, eu abri e para a minha surpresa era o Cebolinha. Muita gente falando que não ia jogar, que já estava vendido, que não estava focado no jogo e ele entrou no meu quarto e pediu pelo amor de Deus para jogar. Isso me deixou muito feliz, como falei ele é um grande profissional. Ele falou pro grupo que queria jogar, nos ajudando, independente de ser última partida ou não. Então dormi tranquilo, apesar de que iria jogar o Pepê que está em um bom momento mas o Éverton é o Éverton. Então fiquei muito feliz com as palavras dele, acordei mais tranquilo ainda, conversei com o grupo que ele pediu pra jogar, mesmo que fosse a última partida dele se despedindo com o título e foi o que aconteceu, teve uma grande atuação e nos ajudou mais uma vez a conquistar o turno que nos possibilita jogar a final do campeonato agora."

Comentários