Futebol Brasileiro

Reunião com cobranças e Carille mantido: os bastidores da crise no Corinthians

Corinthians não vence há sete jogos e está em crise

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Apesar de crise, Carille foi mantido no Corinthians

Apesar de crise, Carille foi mantido no Corinthians

Após a derrota para o CSA na noite da última quarta-feira (30), o Corinthians está vivendo uma quinta-feira intensa. Entrevista forte do presidente Andrés Sanchez, tentativa de invasão no hotel em que o time estava hospedado e muros do Parque São Jorge pichados. E, assim, o futuro de Carille e mebros da diretoria no Corinthians fica cada vez mais incerto. 

Andrés Sanchez já tem uma decisão: não irá demitir Carille. O presidente do Corinthians acredita que o técnico está "fazendo de tudo" para que isso aconteça. Outro fator que ajudou a manter o treinador no Corinthians foi a multa existente em seu contrato. Atualmente, o valor para a quebra do contrato é de R$ 3,6 milhões, e, com o Timão devendo cerca de R$ 4 milhões em luvas e premiações para Carille, a tendência é que o clube espere o treinador pedir demissão. 

Há algumas semanas, existiu uma reunião, com muita cobrança, entre diretoria, comissão técnica e elenco. Um membro da alta cúpula corintiana chegou a citar, nome por nome, jogadores que estão jogando abaixo do potencial na frente de todo o grupo e isso não pegou bem entre os atletas. O clima que já não era dos melhores, começou a piorar. 

"Se não reagir tem que ter mudança drástica. Até na diretoria. Não dá para ter paciência, não tem mais paciência", disse Andrés após o jogo contra o CSA.

Por conta disso, não é só Fábio Carille que balança no Corinthians. Membros da diretoria estão vivendo momentos tensos no CT Dr. Joaquim Grava e o único que está "livre" da pressão de Andrés e dos jogadores é Duílio Monteiro Alves, que, inclusive, é pré-candidato à eleição do clube em 2020. 

Ainda nesta quinta-feira (31), Fábio Carille deve tomar a sua decisão de ficar ou não no Corinthians. Após a derrota, o treinador não quis dar entrevista e, deixou a entender que falaria na na próxima sexta-feira (1) , no CT Dr. Joaquim Grava. 

Comentários