Futebol Brasileiro

Richard, do Corinthians, revela que a maioria do elenco alvinegro não quer a volta dos treinos

Questionados pelos líderes Cássio e Vagner Love, a maioria do elenco do Corinthians optou por não retornar aos treinos no CT devido ao novo coronavírus

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Richard acredita que retorno dos treinos terá que acontecer em breve(Marcello Zambrana/AGIF)

Richard acredita que retorno dos treinos terá que acontecer em breve | Marcello Zambrana/AGIF

No Brasil, os times seguem sem campeonatos por conta da paralisação devido à pandemia do novo coronavírus. Porém, Internacional e Grêmio já retornaram aos treinos em seus centros de treinamento, e o Altético-MG também se movimenta para essa volta.

Já no Corinthians, a realidade é outra. Em entrevista ao 'Uol Esporte', o volante Richard revelou que Cássio e Vagner Love comandaram uma espécie de "votação" com todo o elenco para saber quem é a favor e quem é contra o retorno. A maioria é contra.

Eles perguntaram para cada jogador e o desejo da maioria é não voltar, até pelas famílias, por nós mesmos, todo mundo está com certo medo, acho que é o normal. Alguns têm outra opinião, eu tenho a minha opinião formada, mas acho que o que prevalece é a opinião da maioria e a maioria optou por não voltar. Até pela situação que se encontra São Paulo, as notícias que saem, muita gente infectada", disse.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Contudo, por outro lado, Richard afirmou que é muito difícil de falar, pois dois meses de paralisação é muito tempo para a rotina de treinos e jogos que todos os atletas têm. Para ele, em breve terá que ser dado o "pontapé inicial para voltar".

"Nós pensamos muito mais na nossa família do que em nós mesmos. Ir em um treino desse e acabar se contaminando, passar para a nossa família ou alguma coisa assim (...) Fica complicado para a gente dar opinião sobre isso. Eu, no meu modo de ver, na minha opinião, tem que ser tomada uma decisão, porque já passou muito tempo, a gente precisa disso, é o que a gente faz, é o nosso ganha pão, claro que tomando as precauções, pensando na saúde, na da nossa família", declarou.

Por enquanto, o elenco do Corinthians segue com os treinos em casa, com orientações da comissão técnica, para evitar que o ritmo e a forma física sejam perdidos completamente. Ainda não há previsão para a volta das atividades. O Estado de São Paulo está em quarentena até, pelo menos, dia 31 de maio.

 
Em quadro, Sheik responde quem é maior ídolo do Corinthians e maior polêmica da carreira
Comentários