Futebol Brasileiro

Roberto Tobar será o árbitro da grande final da Libertadores deste ano

Chileno foi o árbitro escalado para a final da Copa América deste ano e já apitou dois jogos do Flamengo nesta Libertadores: contra Peñarol, no Uruguai, e Internacional, no Maracanã

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Roberto Tobar será o árbitro da final da Libertadores entre Flamengo e River I Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Roberto Tobar será o árbitro da final da Libertadores entre Flamengo e River I Foto: Cesar Greco/Palmeiras

A Conmebol definiu, nesta terça-feira (12), que o chileno Roberto Tobar será o árbitro da grande final da Libertadores entre Flamengo e River Plate. A partida será realizada no dia 23 de novembro, em Lima, no Peru. O anúncio foi feito nas redes sociais oficiais da entidade máxima do futebol sul-americano.

A decisão da maior competição de clubes da América do Sul não será o primeiro grande desafio de Roberto Tobar no ano. Ele foi o árbitro escalado para a final da Copa América, vencida pela seleção brasileira, no Maracanã.
 
O chileno também já apitou duas partidas do Flamengo nesta Libertadores: o empate sem gols com o Peñarol, em Montevidéu, e a vitória sobre o Inter por 2 a 0, no Rio de Janeiro, pelas quartas de final.
 
Confira a equipe de arbitragem da final da Libertadores 2019:

Árbitro principal: Roberto Tobar (Chile)

Assistente 1: Christian Schiemann (Chile)

Assistente 2: Claudio Rios (Chile)

Quarto Árbitro: Andre Rojas (Colômbia)

VAR: Diego Haro (Peru)

Assistente VAR: Piero Maza (Chile)

Assistente VAR: Alexandre Guzman (Colômbia)

Assistente VAR: Esteban Ostojich (Uruguai)

Quer ganhar um vale-presente de R$100,00 para comprar qualquer produto na Americanas.com? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos. É grátis! 

O Flamengo enfrenta o River Plate-ARG no dia 23 de novembro, às 17h (de Brasília), no estádio Monumental de Lima, no Peru, na grande final da Libertadores. A decisão será disputada em partida única. Em caso de empate, o jogo irá para a prorrogação e, se a igualdade persistir, será decidido nos pênaltis.

Comentários