Futebol Brasileiro

Sampaoli apoia redução salarial no Atlético-MG: 'Privilegiados devem ajudar'

Galo anunciou diminuição de 25% nos salários de contratados que ganham mais de R$ 5 mil

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Sampaoli comandando treino do Galo antes da paralisação no futebol(Bruno Cantini / CAM)

Sampaoli comandando treino do Galo antes da paralisação no futebol | Bruno Cantini / CAM

No último domingo (29), o Atlético-MG anunciou a redução salarial de 25% de seus funcionários, incluindo diretoria, comissão técnica e jogadores. A medida não vale para contratados que recebem até R$ 5 mil reais mensais. E o técnico do Galo, Jorge Sampaoli, apoiou inteiramente a decisão do clube.

O profissional argentino afirmou que 'privilegiados', definição em qual ele mesmo se inclui, devem ajudar os que recebem menos. O treinador pediu consciência para superar a pandemia do novo coronavírus.

"Ninguém se salva sozinho. Isso acontece no mundo, em uma sociedade, em uma equipe ou em um clube. A realidade indica que um momento de entender o que está acontecendo e colaborar. Decidimos diminuir nosso salário. Isso vai além de ser solidário ou não: existe uma situação no planeta que se reflete na situação do clube e, como sou privilegiado, posso contribuir para tentar superá-la da melhor maneira. Em um mundo de desigualdades, acredito que todos os privilegiados devem ajudar quem mais precisa. Espero que possamos sair desta pandemia transformados para melhor. É essencial cuidar de nós mesmos, de forma conjunta".

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

 
Jesualdo se irrita com perguntas em coletiva após vitória do Santos diante do Guarani
  • Atlético-MG
Comentários