Imagem ilustrativa na TNT Sports

É agora que a história é escrita! Assista a TODOS os jogos do mata-mata da Champions League AO VIVO!

ASSINE JÁ
Futebol Brasileiro

Santos se manifesta sobre presença de Robinho em churrasco no CT Rei Pelé

Peixe alega que ex-jogador, condenado na Itália a nove anos de prisão por violência sexual, apenas acompanhou o filho, que é atleta do sub-17, em exame médico e cumprimentou os participantes do evento

Santos se manifesta sobre presença de Robinho em churrasco I Foto: JOTA ERRE DIREITOS RESERVADOS, Photo Premium/Gazeta Press
Santos se manifesta sobre presença de Robinho em churrasco I Foto: JOTA ERRE DIREITOS RESERVADOS, Photo Premium/Gazeta Press

Por Redação da TNT Sports

O Santos emitiu uma nota, nesta terça-feira (27), explicando a presença de Robinho em um churrasco no centro de treinamento Rei Pelé. O ex-jogador foi condenado na Itália a nove anos de prisão por violência sexual.

Em nota, o Peixe alega que o ex-atacante apenas acompanhou seu filho, Robson, que é atleta da categoria sub-17, em exame médico e cumprimentou os participantes da confraternização. O churrasco foi organizado para jogadores, membros da comissão técnica e funcionários. O clube paulista informa que "não houve convite" ao ex-atleta.

Veja a nota oficial do Santos:

"O Santos esclarece que o ex-jogador Robinho esteve nesta terça-feira (27) no CT Rei Pelé, para acompanhar o seu filho, Robson, atleta da categoria sub-17, em exame médico e apenas cumprimentou os participantes do churrasco realizado no local para o elenco, comissão técnica e diretoria. O clube deixa claro que não houve convite, muito menos a participação na confraternização."

O caso Robinho

Em janeiro de 2022, a Corte de Cassação da Itália condenou Robinho, que na época jogava pelo Milan, e seu amigo Ricardo Falco a nove anos de prisão por violência sexual de grupo.

A violência sexual contra uma mulher de origem albanesa ocorreu em 2013 no banheiro de uma boate e foi enquadrado como estupro. Robinho não cumpre pena na Itália porque a legislação brasileira não permite a extradição de cidadãos natos.

Mais Vistas