Futebol Brasileiro

Sérgio Rodrigues conta planos para recuperar o Cruzeiro e garante: 'Não vai quebrar'

Novo presidente do Cruzeiro concedeu entrevista à repórter Aline Nastari no Fora de Jogo

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Sérgio Rodrigues, novo presidente do Cruzeiro(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Sérgio Rodrigues, novo presidente do Cruzeiro | Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O trabalho não é fácil, mas Sérgio Rodrigues está motivado para tentar recolocar o Cruzeiro nos trilhos. Convidado deste sábado (23) do 'Fora de Jogo', nas redes sociais do Esporte interativo, o novo presidente do clube celeste contou como vai tentar contornar os problemas e garantiu que a Raposa 'não vai acabar'. O novo mandatário aposta em parceiros e patrocinadores, além de venda de pratas da casa, para tentar melhorar a situação financeira.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"A situação é difícil, mas o clube não vai quebrar. Muitos clubes estão na Série A com a mesma dívida que o Cruzeiro. O clube não vai acabar. A torcida nos abraçou e comprou a ideia. Vamos tentar parceiros, instituições financeiras... Tem pessoas interessadas em jogadores nossos e produtos da marca Cruzeiro, coisas relacionadas ao centenário do clube", explicou.

Depois de o Cruzeiro ser punido na FIFA por um dívida da antiga gestão, na contratação do volante Denilson, e perder seis pontos na Série B, Sérgio Rodrigues contou que já trabalha para evitar novas punições. O novo presidente revelou que fará reuniões na próxima semana com 'pessoas que estão querendo ajudar' para conseguir resolver novas pendências de trasnferências antigas e dos atrasos salariais.

"Juridicamente não cabe mais recurso, não temos como reverter a perda desses 6 pontos. A gente vai correr atrás para pagar a dívida com Al-Wahda para não sofrermos mais punições. Estamos tentando provar que o Cruzeiro foi vítima na história e vamos tentar algum tipo de perdão na justiça", disse.

"Tudo depende das proximas reuniões. Tem muita gente querendo ajudar o Cruzeiro. Estamos criando um circulo virtuoso. Estamos nos cercando de gente competente. Isso cria uma confiança dos parcerios", completou.

Veja outros trechos da entrevista:

 Negociações

"Marcamos uma reunião presencial (com a cúpula do futebol), mas temos uma ideia parecida. Algumas peças pontuais. Estamos muito animados, as conversas estão sendo boas. Estamos buscando jogadores sem custo, só pelo salário. Estamos buscando ofertas que tiveram de jogadores nossos e foram recusadas. Vamos entender o que houve no passado e tentar retomá-las e se, entendermos que precisamos repor uma saída, vamos buscar".

Henrique Dourado

"Não tratei nada disso, não falei nomes ainda porque não vi nada sobre os atletas. Nossa equipe vai analisar as opções e a parte técnica, depois vamos ver se cabe no nosso orçamento. Publicam muita coisa sem saber, não sei se os nomes na mídia passaram pela nossa equipe, mas ainda não temos nomes certos".
 

Dedé

"Temos que ver a lesão, questão de volta... Ele é um ídolo da torcida, vamos conversar com ele. Está em nossos planos, mas temos que ver a questão de salário, que é muito alta. Temos que enteder a vontade do jogador e se existe a proposta, vamos conversar pessoalmente com ele ainda pra entender".

Tempo para recuperação

"Acredito que em uns três anos podemos fazer algo mais competitivo. Temos exemplos de times que se recuperaram em um prazo curto... River, Bahia e etc. Nosso projeto é um pouco maior  e temos que mostrar para o Conselho que precisamos de tempo pra trabalhar".

 
Comentários