Futebol Brasileiro

Situação de Marcinho incomoda Montenegro, que dispara: 'Pode ir embora a hora que quiser'

Lateral do Botafogo prefere conversar sobre renovação apenas quando voltar aos gramados

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Marcinho pode assinar pré-contrato com outra equipe no meio do ano(AFP via Getty Images)

Marcinho pode assinar pré-contrato com outra equipe no meio do ano | AFP via Getty Images

Mesmo com a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, muitos clubes estão se movimentando em relação as renovações de contrato de jogadores. Um exemplo disso é o Botafogo, que já anunciou os novos vínculos com nomes como Kanu, Marcelo Benevenuto e Caio Alexandre. 

Porém, o que ainda está dando "dor de cabeça" ao Alvinegro é a situação do lateral Marcinho. Recentemente, o jogador, que se recupera de lesão, afirmou que não gostaria de tratar sobre o assunto no momento e só apenas quando voltasse aos gramados. A declaração não agradou aos dirigentes do Botafogo e Carlos Augusto Montenegro, em entrevista ao jornalista Venê Casagrande, falou sobre a situação.

 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Gosto do Marcinho, cria da casa. A torcida, ora gosta, ora vaia muito. Xinga, aplaude. Esse negócio de Seleção valoriza o jogador. Ele esteve lá para conhecer o Tite, os jogadores. Foi e voltou. Não fez um jogo. Espero que faça um dia. Por esse desgaste com a torcida, ou achando que tem capacidade para render mais em outro lugar, que é legítimo, tentou no início do ano sair do Botafogo de qualquer forma. A gente sente dele e do empresário que não gostaria de renovar. Só cumprir o contrato até o fim do ano e ir para onde quiser. Pode assinar pré-contrato no meio do ano”, explicou o dirigente. 

Montenegro também não gostou do que seria a pedida salarial do jogador. Segundo o dirigente, a convocação de Marcinho para a seleção brasileira inflacionou o preço do lateral, que pode deixar o Botafogo ainda este ano.

"Não posso fazer nada. Se perder, perdeu. Quero que cumpra contrato e seja feliz. Não acho que vale milhões. Se ele quiser continuar, renovar, vamos renovar. Mas aí temos que ver custo-benefício. Ele não tem rendido bem nos últimos anos, não sei quanto ele ganha. Ouvi que ia pedir 300 mil reais. Trezentos mil reais, pode ir embora a hora que quiser. Eu pagaria para trazer o Marcinho por 300 mil? Não. Não tenho e não vale. Foi convocado para a Seleção, dane-se. Pode ir para a Seleção do mundo. Foi convocado e não jogou. Não pago 300 mil nele. O Honda ganha menos do que ele”, disparou.  

 
Verón elege Cerezo como brasileiro favorito
Comentários