Futebol Brasileiro

Valentim comenta sobre comunicação com Honda: 'Vai ter que se virar'

Técnico do Botafogo destacou que o reforço japonês vai ajudar na parte técnica e com sua experiência

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Alberto Valentim concedeu entrevista no estádio Nilton Santos I Foto: Vítor Silva/Botafogo

Alberto Valentim concedeu entrevista no estádio Nilton Santos I Foto: Vítor Silva/Botafogo

O técnico do Botafogo, Alberto Valentim, concedeu uma entrevista coletiva no estádio Nilton Santos, onde o elenco alvinegro se prepara para o confronto contra o Caxias, pela Copa do Brasil. O treinador evitou falar em "retrospecto" quando foi perguntado sobre a eliminação para o Juventude, em Caxias do Sul, em 2019.

"Não vamos viver de retrospecto. Não estávamos aqui, o elenco todo. É um ano diferente. Queremos buscar um campeonato com conquistas. Entramos com muita atenção. Não é o mais importante, mas um dos. Viramos a chave agora para a Copa do Brasil. Jogo difícil, Caxias está muito bem".

Valentim também não conseguiu fugir das perguntas sobre Keisuke Honda, novo reforço do Botafogo. O técnico afirmou que o japonês vai acrescentar muito mais do que técnica ao grupo.

"Vai nos trazer além da qualidade técnica. Terá um período de adaptação, num país onde nunca trabalhou. Jogou em alto nível, chegou a jogar no Milan. Vai nos ajudar nesse aspecto de ajudar os mais jovens".

Sobre a comunicação com Honda, o comandante do Alvinegro afirmou que o atleta asiático vai ter que "se virar" para aprender português.

"Não falo nada (de japonês). Sorte que ele jogou na Itália. Vamos falar em italiano. Meu inglês é ruim. Mas ele tem que se virar para aprender português. Ele que se vire. Ele é inteligente, vai conseguir".

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O Botafogo volta a campo para enfrentar o Caxias, nesta quarta-feira (5), às 21h30 (de Brasília), no estádio Centenário, em partida válida pela 1ª fase da Copa do Brasil.

 
Comentários