Melhor Futebol do Mundo

15 anos do 1º gol de Messi: veja quem são os únicos 5 jogadores que atuaram naquele jogo e não se aposentaram

No dia 1º de maio de 2005, Lionel Messi marcou, de cobertura, seu primeiro gol como profissional em sua brilhante carreira, contra o Albacete

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Lionel Messi marcou seu primeiro gol da carreira há exatos 15 anos(Getty Images)

Lionel Messi marcou seu primeiro gol da carreira há exatos 15 anos | Getty Images

O dia 1º de maio de 2005, ou seja, há exatos 15 anos, marcou o dia em que uma história extremamente vitoriosa se iniciava. O jovem e muito promissor Lionel Messi, que saira do banco de reservas, marcou, de cobertura, o primeiro gol de sua carreira, dando a vitória por 2 a 0 ao Barcelona, sobre o Albacete, pelo Campeonato Espanhol.

De lá para cá, foram mais 696 tentos marcados, seis Bolas de Ouro e incontáveis títulos, mas a pergunta que fica é a seguinte: você se lembra dos jogadores que atuaram naquela história partida?

Pois fique sabendo que, de todos os atletas que entraram em campo e sentaram no banco de reservas, em ambas as equipes, só mais quatro, além de Messi, seguem jogando profissionalmente. 

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Pelo lado do Barça, o único companheiro do craque argentino que ainda atua é Andrés Iniesta, do Vissel Kobe, do Japão. Já pelo lado do Albacete são três: o zagueiro Agus García, do ATK, da Índia; o meia Paco Peña, do Intercity Alicante, da Espanha; e o atacante Rubén Castro, do também espanhol Las Palmas.

Veja quem foi relacionado para aquela partida pelo Barcelona e como o time entrou em campo:

Victor Valdés; Belletti, Oleguer, Puyol e van Bronckhorst; Rafa Márquez, Iniesta e Deco; Ronaldinho, Eto'o e Giuly. No banco: Jorquera, Thiago Motta, Fernando Navarro, Sylvinho, Messi, Gerard López e Demetrio Albertini.

Pelo Albacete:

Raúl Valbuena; Denia, Gálvez, García, Mingo; Pacheco, Jaime, Vlaud e Peña; Farinòs e Mark González. No banco: Gaspercic, Iván Diaz, Peralta, Montiel, Mikel e Castro.

 
Buffon relembra dos seus melhores momentos na história da Champions
Comentários