Melhor Futebol do Mundo

Capitão do Watford revela ofensas após ser contra volta do futebol: 'Tomara que seu filho pegue coronavírus'

Troy Deeney, atacante e capitão do Watford, disse que há uma abertura para que se fale o que se está sentindo e, posteriormente, são alvo de xingamentos por isso

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Deeney falou anteriormente que se recusaria a jogar e garantiu que não se importaria em receber uma multa(Getty Images)

Deeney falou anteriormente que se recusaria a jogar e garantiu que não se importaria em receber uma multa | Getty Images

O atacante e capitão do Watford, Troy Deeney, rejeitou anteriormente o retorno da Premier League no momento atual, dizendo que a prioridade era a saúde de sua família, principalmente de seu filho, recém-nascido e com problemas respiratórios. A repercussão, porém, foi lamentável.

Eu vi comentários de pessoas sobre o meu filho, dizendo 'tomara que ele pegue o coronavírus'. Isso é muito difícil para mim. Se você responde essas pessoas, eles vão pensar 'pegamos ele', e vão continuar falando", afirmou em entrevista à 'CNN Sport'.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Em um momento em que se fala tanto sobre saúde mental e todos estão 'você deveria falar sobre o que pensa, por favor, fale', o Danny Rose (lateral do Tottenham, atualmente emprestado ao Newcastle) falou, eu falei e nós somos massacrados por isso", disse.

Deeney falou anteriormente que se recusaria a jogar e garantiu que não se importaria em receber uma multa: "Se sentir que o meu retorno colocará em risco, de alguma forma, o bem-estar da minha família, não volto. Não vou colocar a minha família em risco. Já estive falido antes, por isso, não me incomoda. Eles falam de jogos com os portões fechados até 2021. Se não é seguro para os torcedores, é seguro para os jogadores?", finalizou.

 
Marcelo Oliveira revela que indicou Firmino ao Atlético-MG, mas o clube recusou
Comentários