Melhor Futebol do Mundo

Clubes ingleses estariam dispostos a fazer 'pacto de não agressão' para transferências

Acordo impediria que times da Premier League e da segunda divisão inglesa contratassem jogadores uns dos outros. Medida é um reflexo causado pela pandemia do novo coronavírus

Avatar del

Por Redação Esporte Interativo

Clubes ingleses tentam se defender de debandada de jogadores(2020 Getty Images, Getty Images Europe)

Clubes ingleses tentam se defender de debandada de jogadores | 2020 Getty Images, Getty Images Europe

Os times da Premier League e da segunda divisão da Inglaterra pretendem firmar um "pacto de não agressão". O acordo serviria para evitar que os clubes das duas principais ligas inglesas contratem jogadores de equipes do país.

Por trás dessa atitude está evitar um desequilíbrio no futebol local, diante dos impactos financeiros causados pela pandemia do novo coronavírus. A previsão é que, só na Premier League, os clubes tenham uma perda de 1,4 bilhões de euros (R$ 8 bilhões) somados.  

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Muitos clubes da Inglaterra estão fazendo acordos para reduzir os salários dos jogadores. Porém eles temem que alguns atletas não aceitem, e como ato de protesto busquem outras equipes do próprio país para defender.

Segundo o jornal 'Daily Mail', as conversas sobre o "pacto de não agressão" estão adiantadas. Ainda assim não há uma garantia de que alguns dos principais jogadores permaneçam na liga, uma vez que o acordo não protege quanto à possibilidade da saída dos profissionais para outros países.

 
Tetê sobre sonho de ser melhor do mundo: 'É meu objetivo'
  • Campeonato Inglês
Comentários