Melhor Futebol do Mundo

Criticado por furar quarentena, Kyle Walker rebate: 'Quando levarão meus sentimentos em consideração?'

Jogador já havia sido criticado por fazer uma "festa sexual" em abril e foi visto visitando sua família, em outra cidade

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Kyle Walker "furou" quarentena, foi duramente criticado e respondeu nesta sexta (8)(Getty Images)

Kyle Walker "furou" quarentena, foi duramente criticado e respondeu nesta sexta (8) | Getty Images

O defensor Kyle Walker, do Manchester City, tem sido duramente criticado nas redes sociais, por furar a quarentena imposta no Reino Unido como tentativa de conter o avanço do novo coronavírus. Primeiro, foi com uma "festa sexual", segundo a imprensa inglesa. Agora, o lateral foi visitar seus pais e sua irmã, desrespeitando o isolamento.

Em suas redes sociais, Walker publicou uma declaração rebatendo as críticas e tentando se explicar, afirmando que foi visitar sua irmã e seus pais porque tem passado por um momento muito difícil. Visto abraçando a irmã - ao contrário do que as recomendações de autoridades de saúde indicam fazer - o lateral questionou se deveria tê-la empurrado para longe.

"Eu viajei a Sheefield para entregar um presente e um cartão de aniversário para minha irmã, mas também para falar com uma das poucas pessoas em que posso confiar na minha vida. Ela me abraçou para me lembrar do quanto ela se importa e que sou amado. O que eu deveria fazer? Empurrá-la para longe?"

 
Em jogo que teve até jogador de linha indo pro gol, City fica no empate com a Atalanta. Veja os melhores momentos!

O jogador também questionou o desrespeito à privacidade de sua família e criticou o fato de ter sido praticamente seguido para que sua viagem fosse divulgada. Walker afirmou que o período "tem sido difícil" para seus país e, por isso, também foi visitá-los. Além disso, Walker foi visto andando de bicicleta na vizinhança.

Confira a "defesa" do jogador na íntegra:

"Em relação aos eventos desta quarta, eu viajei a Sheffield para dar um presente e um cartão de aniversário para minha irmã, mas também para falar com uma das poucas pessoas em que posso confiar.

Ela me abraçou para me lembrar do quanto ela se importa comigo e de que sou amado. O que deveria fazer? Empurrá-la para longe?

Então, eu viajei para a casa de meus pais para pegar algumas refeições. Novamente, esses últimos dois meses têm sido extremamente difíceis para eles: tudo pelo que eu passei, eles passaram comigo.

O que meus pais e minha irmã fizeram para merecer que sua privacidade fosse invadida por fotógrafos que me seguiram até suas casas? Eu sinto constantemente como se fosse seguido.

Eu não me sinto seguro nem na minha própria casa. Por que eles precisam se sentir assim também? Quem merece algo assim?

Eu estou numa posição privilegiada como um espelho e um atleta profissional e posso garantir que, pela minha criação, não deixo de valorizar isso.

Mas em que momento meus sentimentos serão levados em consideração?

Minha famíla foi separada, isso foi exposto pela mídia e eu pergunto: quando será o suficiente?

Em um momento em que o foco é, compreensivelmente, a COVID-19, em que ponto a saúde mental é levada em consideração, uma doença que afeta cada paciente de maneira diferente?

Eu sou um ser humano, com sentimentos de dor e chateações como qualquer outro.

Estar no olho do público como um atleta profissional não te faz imune a isso. É triste, mas eu sinto como se minha vida estivesse posta debaixo de uma lupa sem nenhum contexto.

Eu entendo se pessoas estão chateadas ou com raiva de mim, mas era importante que tivessem uma melhor compreensão da minha vida.

obrigado por tomar um tempo para ouvir meus pensamentos.
Kyle Walker."

 
Com Éderson lesionado e Bravo expulso, o lateral-direito Walker teve de ir pro gol e fez a ÚNICA defesa do City no jogo
Comentários