Melhor Futebol do Mundo

Cueva é dispensado do Pachuca após só 49 minutos em campo, diz site

Segundo o portal 'Futbol Total MX', meio-campista peruano não foi chamado para os testes de novo coronavírus realizados pelo clube mexicano; situação complica o Santos, que esperava pagamento de indenização

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Christian Cueva não seguirá no Pachuca, do México(Getty Images)

Christian Cueva não seguirá no Pachuca, do México | Getty Images

Durou muito pouco a aventura de Christian Cueva no México. Após apenas três jogos e totalizando só 49 minutos em campo, o meio-campista peruano não foi chamado para realizar os testes de novo coronavírus promovidos pelo Pachuca e deixou o clube.

De acordo com o site 'Fútbol Total MX', um possível destino para o jogador seria o Boca Juniors, que já tentou sua contratação anteriormente.

Quem não deve ter gostado nada da saída de Cueva do Pachuca, no entanto, foi o Santos. Isso porque o clube paulista esperava receber uma indenização por parte do clube mexicano, uma vez que o jogador deixou o Brasil sem aviso prévio e com contrato ainda vigente.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Mais tarde, a Fifa autorizou a inscrição do meia pelos 'Lobos', mas mediante o pagamento do valor de 7 milhões de dólares (R$ 35 milhões, pelas cotações atuais), ao próprio Santos. Esse dinheiro seria repassado ao Krasnodar, clube russo que negociou o peruano com o Peixe.

Em entrevista recente, o presidente José Carlos Peres afirmou que quase certamente o time praiano receberia o valor devido pelos mexicanos.

"Nós estamos conversando bastante com o Krasnodar, eles também entendem que o Santos não tem culpa. E nós estamos aguardando o resultado do que prometeu a Fifa, de resguardar os direitos do Santos. Existe uma multa, de 100 milhões de euros, mas se eles pagarem o que eles têm que pagar em dólares, nós vamos chegar a um acordo. Estamos com um escritório bom, especialista nisso, que está conversando com o Pachuca, com a Fifa, e a possibilidade eu diria que é de 99% de que haja um acordo e que nenhuma das partes tenha prejuízo", disse o dirigente, à 'Rádio Transamérica', em 24 de abril.

 
Comentários