Melhor Futebol do Mundo

Declaração de presidente da Uefa assusta torcedores de PSG e Ajax

Aleksander Ceferin disse que clubes de campeonatos encerrados deveriam se preparar para jogar fase preliminar da Champions. Através do Twitter, entidade explicou a posição

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Declaração de presidente da Uefa causa preocupação em clubes(2016 UEFA)

Declaração de presidente da Uefa causa preocupação em clubes | 2016 UEFA

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, deu uma declaração à emissora 'BeIN Sports', que causou preocupação em clubes como PSG e Ajax. Tudo porque o dirigente disse que os clubes de campeonatos que foram encerrados por conta da pandemia do novo coronavírus vão ter que se preparar para disputarem os play-offs de qualificação da Champions League.

"Acredito que 80% das ligas europeias vão terminar a temporada. Quem não quiser concluir é livre para tomar essa decisão, mas os clubes desses países terão de disputar as qualificações se quiserem participar das competições da Uefa", disse Ceferin.

Porém, mais tarde, através do Twitter, a Uefa explicou que as palavras de Ceferin não se tratavam de uma 'ameaça' aos clubes dessas ligas. A entidade explicou que ainda não há qualquer mudança oficial com relação ao acesso à Champions League. E que suas palavras dizem respeito aos clubes cujos campeonatos nacionais já dão vagas para estas fases preliminares.

"Tendo em conta as notícias com base nas frases com uma entrevista à 'BeIN', a Uefa quer esclarecer que o presidente Ceferin disse que os clubes de ligas que foram abandonadas esta temporada teriam de estar preparadas para jogar as fases de qualificação para a próxima temporada, de acordo com a lista de acesso atual. Ele nunca mencionou ou deu pistas sobre qualquer alteração nas listas de acesso às competições de clubes da Uefa", pode-se ler no comunicado feito pela entidade europeia.

Além da França e da Holanda, cabe lembrar que a Liga Belga também foi declarada como encerrada, com o Club Brugge sendo confirmado como campeão.

 
Bruno Maziotti, chefe do departamento de prevenção e performance do PSG, fala sobre cancelamento da Ligue 1
Comentários