Melhor Futebol do Mundo

Ex-City revela que jogadores quiseram partir pra cima de Mancini após derrota para o Everton

Micah Richards, que se aposentou em 2019, contou que Roberto Mancini quase provocou a 'Terceira Guerra Mundial' após dizer que o City não era capaz de vencer sem Yaya Touré

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Micah Richards foi campeão da Premier League em 2012, pelo Manchester City, sob o comando de Mancini(Getty Images)

Micah Richards foi campeão da Premier League em 2012, pelo Manchester City, sob o comando de Mancini | Getty Images

O Manchester City conquistou o título da Premier League em 2012 com Roberto Mancini no comando. Mas nem sempre a relação entre o treinador e o elenco foi de paz e amor. Em entrevista ao 'Goal', o ex-jogador Micah Richards, que se aposentou em 2019, contou um episódio que aconteceu no vestiário do clube inglês após uma derrota para o Everton.

"Lembro, após uma derrota em casa para o Everton, em que o Yaya Touré não jogou, que o Roberto Mancini quase criou a Terceira Guerra Mundial dentro do vestiário. Disse ao plantel que não conseguíamos ganhar sem o Yaya. O vestiário explodiu, nunca tinha visto nada assim", comentou.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Todos os jogadores queriam bater no Mancini. Depois de tudo acalmar, ele disse: 'Fiz isto porque sabia qual seria a reação. E é assim que quero que joguem sempre que estiverem em campo'. A partir daí, tive a certeza de que íamos ganhar o campeonato e pouco importavam os obstáculos que nos colocavam à frente. Ele (Yaya Touré) era uma parte muito importante da equipe e, se estivesse fora durante um mês, podíamos perder pontos importantes", revelou.

Richards também se irritou com Yaya Touré não ter vencido o prêmio de melhor jogador da Premier League na temporada de 2014. Para o ex-jogador, o problema pode ser o investimento que o Manchester City fez na montagem do elenco.

"Toda vez que um jogador do City poderia ganhar o prêmio, outra pessoa venceu, mas em 2014 o Yayá deveria ter vencido 100%. Não acho que necessariamente as pessoas prejudicam o City de propósito, mas acho que inconscientemente as pessoas acham que por conta do investimento isso é só o esperado", garantiu.

 
EXCLUSIVO: Rafael revela que Tévez "não fazia nada" nos treinos do United
Comentários