Melhor Futebol do Mundo

Ex-atacante uruguaio diz que houve esquema da Conmebol para Brasil ganhar a Copa América de 2019

Em entrevista a um programa de TV, Javier Chevantón, que atuou com a camisa celeste entre 2001 e 2008, afirmou que a Seleção Brasileira "precisava ganhar dentro de casa"

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Seleção Brasileira conquistou o título da Copa América de 2019(Getty Images)

Seleção Brasileira conquistou o título da Copa América de 2019 | Getty Images

A conquista do título da Copa América de 2019 da Seleção Brasileira segue dando o que falar, mesmo um ano depois do ocorrido. Desta vez, foi o ex-atacante uruguaio Javier Chevantón que levantou suspeitas sobre a validade do torneio.

Em entrevista ao programa de TV 'Último al Arco', da rádio 'Sport890', o ex-jogador da celeste durante os anos de 2001 e 2008, reclamou de supostos erros de arbitragem contra o Uruguai e afirmou que o Brasil "precisava ganhar" a comptição dentro de sua casa.

"Eles (Conmebol) nos mataram. Fizeram de tudo para que o Uruguai não fosse campeão. O Brasil precisava ganhar o torneio dentro de casa. O VAR para impedimento serve, mas em questão dos pênaltis durante o jogo, não assinalaram", reclamou Chevantón.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O jogo de maior reclamação por parte dos uruguaios foi o das quartas de final, contra o Peru, em que a seleção celeste acabou derrotada na disputa das penalidades máximas. Durante a partida, o Uruguai teve gols anulados corretamente, por meio do vídeo, mas protestou por supostas jogadas faltosas dentro da área peruana.

Esta não é a primeira suspeita levantada por jogadores de outros países em relação ao título da Seleção. Logo após a disputa do terceiro lugar, Lionel Messi ignorou a premiação e afirmou que a Copa América estava "armada" para o Brasil.

 
Felipe Melo diz ser respeitado pelos adversários e considera que fala pouco em campo
Comentários