Melhor Futebol do Mundo

Ex-goleiro do Barcelona e da seleção da Turquia, Rüstü testa positivo para o novo coronavírus

Ex-arqueiro de 46 anos de idade teve quadro médico atualizado pela esposa, que se disse chocada com a velocidade com que ele desenvolveu os sintomas

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Rüstü Reçber enfrentou o Brasil duas vezes na Copa do Mundo de 2002(Getty Images)

Rüstü Reçber enfrentou o Brasil duas vezes na Copa do Mundo de 2002 | Getty Images

O ex-goleiro do Barcelona e da seleção da Turquia Rüstü Reçber testou positivo, na noite do último sábado (28), para o novo coronavírus. Seu quadro médico foi atualizado pela esposa, Isil, por meio das redes sociais.

De acordo com Isil, Rüstü está atualmente hospitalizado, e a família se encontra chocada por conta do desenvolvimento rápido dos sintomas da Covid-19.

"Gostaria de dar-lhes melhores notícias, mas, sendo transparente com a realidade, lamento dizer que meu marido foi hospitalizado com o diagnóstico de Covid-19. Tudo estava normal quando ele de repente desenvolveu os sintomas rapidamente e nós ainda estamos chocados. Vivemos tempos difíceis e críticos", disse.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Ele (Reçber) está no hospital e não podemos vê-lo. Essa é a pior parte, não poder estar com ele. Deus é bom e ele está nas mãos dos médicos turcos. Esses dias vão passar. Por favor mantenham suas orações", completou.

Hoje aos 46 anos de idade, Rüstü ficou muito conhecido por, em 2002, ser um dos destaques da Copa do Mundo vencida pelo Brasil, na Coreia e no Japão. O arqueiro, aliás, chegou a enfrentar os comandados de Luiz Felipe Scolari duas vezes, tanto na fase de grupos quanto na semifinal do torneio.

Rüstü atuou pelo Barcelona de 2003 a 2005, mas fez mais sucesso jogando pelo seu país, com três passagens pelo Fenerbahçe e cinco anos pelo Besiktas, onde se aposentou em 2012.

 
Amoroso critica Mano Menezes por ter ficado no banco durante Libertadores de 2007 com o Grêmio
Comentários